Artigo
Comentários
Novidades
Descubra Ashwagandha: Alívio do Estresse e Potencial para Ansiedade

Descubra Ashwagandha: Alívio do Estresse e Potencial para Ansiedade

Explore os séculos de tradição ayurvédica da ashwagandha e seu papel na redução do estresse. Descubra seu potencial para aliviar a ansiedade e outros benefícios à saúde. Conheça a ciência por trás dessa erva adaptogênica e como ela pode influenciar positivamente a resposta ao estresse.

Última atualização: 23 de janeiro de 2024

Explorando os Benefícios da Ashwagandha na Medicina Ayurvédica: Alívio do Estresse, Potencial para Ansiedade e Outros Benefícios à Saúde

Durante séculos, a raiz de ashwagandha tem sido a escolha certa na medicina ayurvédica para reduzir o estresse e aumentar os níveis de energia. Isso deixou muitas pessoas se perguntando se ele pode ser usado para tratar a ansiedade. Infelizmente, não é uma panaceia para todos os problemas de saúde mental – no entanto, os efeitos de redução do estresse que trazem podem oferecer alguns benefícios indiretos para aliviar a ansiedade.

Neste artigo, descobriremos tudo o que você precisa saber sobre a ashwagandha antes de usá-la para a ansiedade. Também destacaremos alguns benefícios adicionais à saúde que você pode obter com este remédio fitoterápico.

O que é Ashwagandha?

Ashwagandha é uma erva perene nativa de áreas da África e da Ásia. Durante séculos, um extrato das raízes da erva tem sido usado na medicina ayurvédica. Você pode encontrar produtos ashwagandha comercializados sob outros nomes, como:

  • Ele morreu
  • Ginseng Indiano
  • Cereja de inverno

Os praticantes da medicina ayurvédica afirmam que a ashwagandha pode tratar uma variedade de condições, desde insônia até a doença de Alzheimer. No entanto, é importante notar que, de acordo com a Biblioteca Nacional de Medicina, a ashwagandha só é possivelmente eficaz contra o stress.

Isso ocorre porque a ashwagandha é considerada um adaptógeno, o que significa que pode ajudar a melhorar a forma como seu corpo lida com o estresse. Quando se trata do seu bem-estar geral, o estresse é um componente importante. Muito pode resultar em uma variedade de outros problemas de saúde, incluindo ansiedade.

Se você está envolvido nas comunidades de suplementos e alimentos saudáveis, então provavelmente já ouviu os murmúrios de uma “super erva” relativamente nova. Em primeiro lugar, vamos esclarecer as coisas: a ashwagandha só é nova no sentido de que o Hemisfério Ocidental finalmente começou a compreender os muitos benefícios das raízes e ervas que foram usadas durante séculos nos continentes antigos.

Ashwagandha, tema deste artigo, vem da Ásia; é uma raiz de erva ayurvédica fundamental para o sistema médico indiano (especificamente hindu) que enfatiza a conexão mente-corpo. No Ocidente, muitas vezes só consideramos realmente o corpo independentemente da mente. Ashwagandha, para esse fim, é conhecido por possuir propriedades de alívio do estresse que acalmam as pessoas que a utilizam. Aqui, descobriremos como você pode usar essa supererva em seu benefício no dia a dia.

Compreendendo Ashwagandha: o básico

O nome científico oficial da ashwagandha é withania somnifera; claro, esta é uma definição ocidental recente. Fora da comunidade científica, é chamada por nomes como cereja de inverno, ginseng indiano e outros endêmicos das regiões que a utilizam. Quanto à sua genealogia vegetal, ashwagandha deriva da família dos arbustos das beladonas. Naturalmente, cresce em muitas partes da África, do Levante e da Índia. É mais conhecido na Índia, onde a medicina tradicional do Ayurveda é considerada essencial para o equilíbrio do espírito, corpo e mente.

Hoje, no Ocidente (principalmente), a erva ashwagandha é frequentemente misturada com outras substâncias para produzir pós e suplementos. Está se tornando cada vez mais comum encontrar tanto o pó de ashwagandha quanto o extrato de raiz de ashwagandha em lojas especializadas em nutrição, bem como em vários vendedores online.

Entre suas outras funções valiosas, a ashwagandha também se enquadra na classificação de ervas adaptogênicas. Isso ocorre porque ele se enquadra no triunvirato das condições necessárias: o corpo humano deve ser capaz de tolerar o uso a longo prazo, deve agir especificamente para amenizar o estresse corporal e deve conferir uma série de outros atributos benéficos e altamente estudados do o corpo. Vamos ver exatamente como isso funciona na próxima seção.

A resposta do corpo humano ao estresse

Existem, de fato, vários métodos diferentes para caracterizar os estágios da resposta ao estresse no corpo humano; neste artigo, analisaremos o conceituado Modelo da Síndrome de Adaptação Geral de Selye. As três etapas a serem discutidas abaixo são:

  • A fase de alarme
  • A Fase de Resistência
  • A fase de exaustão

A fase de alarme

O chamado estágio de alarme é coloquialmente conhecido como resposta de lutar ou fugir; tende a ocorrer como uma resposta forte a estímulos repentinos e imediatos – como se você estiver fugindo de um pit bull, se uma discussão aumentar e você estiver prestes a entrar em um vôo ou se tiver que frear repentinamente no trânsito.

O progenitor bioquímico do estágio de alarme é um pico de adrenalina que é acompanhado concomitantemente por picos nos níveis de cortisol e epinefrina. Seu sistema nervoso torna esses picos conhecidos por meio de um formigamento nos membros que pode lembrar o acúmulo de ácido láctico.

Tudo isso acontece porque seu cérebro está enviando um sinal a todos os órgãos do seu corpo para preparar energia e recursos para combater o estressor. Como resultado, seus órgãos serão suprimidos para que esses recursos possam ser obtidos deles; seu coração começa a bater muito mais rápido e suas pupilas se dilatam quando você assume uma postura de corrida para fugir ou uma postura de luta para o combate.

O Estado de Resistência

Esta é a fase pós-alarme, durante a qual os estímulos ambientais conhecidos como estressores diminuíram – seu corpo secreta hormônios do estresse (principalmente cortisol) na tentativa de restaurar o equilíbrio. Por razões óbvias, isto também é chamado de estágio de “descida”; você pode sentir algum esquecimento e irritabilidade durante esta tentativa de recuperação, pois seu corpo ainda está em alerta máximo.

O estado de exaustão

Existem duas maneiras de entrar no estado de exaustão no sistema: após um estressor imediato e como resultado de um estresse crônico de baixo nível aplicado ao longo de algum tempo. No primeiro exemplo, você costuma se sentir muito cansado até a exaustão após uma situação intensa, o que marca a conclusão da etapa de resistência. Na segunda versão, muitas vezes você experimentará vários marcadores da fase de exaustão. Um deles é o desconforto gástrico devido à supressão do sistema digestivo. Outro é um comprometimento do sistema imunológico, que é proporcional aos baixos níveis de energia que você sente.

Como Ashwagandha pode ajudar – gerenciamento de estresse e bem-estar

Como a ashwagandha é um chamado adaptógeno, ela auxilia seu corpo de maneira confiável em todos os três estágios da resposta ao estresse. A primeira atividade é elevar quanto estresse você pode tolerar antes que essa série de respostas seja ativada; além disso, atenua os efeitos da fase de alarme.

Assim que a fase de alarme for ativada, a ashwagandha ajudará seu corpo a metabolizar o cortisol nos outros hormônios do estresse, para que o corpo possa expulsá-los e ajudar a restaurar o equilíbrio. Isso é feito em parte infundindo em seu sistema a energia necessária para encurtar a fase de exaustão.

O efeito da Ashwagandha nas glândulas supra-renais

As glândulas supra-renais produzem vários hormônios do estresse – o principal ou o cavalheiro e o cortisol. É o cortisol, no entanto, que pode ter um efeito prejudicial à sua saúde, uma vez que se acumula no seu estresse e não é abordado. Muito estresse crônico pode induzir a glândula adrenal a começar a produzir aldosterona. Há muito se sabe que Ashwagandha apoia a saúde das glândulas supra-renais de várias maneiras:

  • Ashwagandha eleva diretamente os níveis de testosterona para apoiar as glândulas supra-renais; também tem efeito secundário sobre os hormônios produzidos pela glândula tireoide, uma vez que estes são afetados pela função adrenal. A tireóide tem ação direta no coração, nos músculos e na regulação da digestão.
  • Ashwagandha também ajuda a  preservar a presença de vitamina C nas glândulas supra-renais. Esta vitamina crucial é necessária para a regulação do hormônio do estresse cortisol; se a vitamina C se esgotar muito rapidamente, essa função será revogada e sua resposta ao estresse ficará fora de controle.
  • O adaptógeno ashwagandha facilita a comunicação entre a hipófise, o hipotálamo e as glândulas supra-renais. Quando este triunvirato de glândulas cruciais está num estado de falta de comunicação, então a sua resposta de lutar ou fugir pode tornar-se aleatória e imprevisível – você pode responder vigorosamente em situações que não exigem isso.

Ashwagandha pode ser usado para ansiedade?

Em uma revisão recente, foi revelado que embora a ashwagandha possa ajudar a aliviar o estresse, não há pesquisas suficientes no momento para afirmar que ela pode ajudar a tratar a ansiedade.

No entanto, você ainda pode tomar ashwagandha para tratar os sintomas associados à ansiedade, mas sua eficácia depende do motivo da sua ansiedade. Afinal, a ansiedade é mais do que estresse e ela se apresenta de diversas formas, como:

  • Transtorno de ansiedade social
  • Distúrbio de ansiedade generalizada
  • Síndrome do pânico
  • Transtorno de ansiedade de separação
  • Transtornos relacionados à fobia

Se você tem ansiedade relacionada à depressão, TEPT ou genética, a ashwagandha provavelmente não ajudará. No entanto, se sua dor no peito, dores de cabeça e náuseas aumentarem devido ao estresse, ashwagandha pode ser útil:

  • Influenciando o GABA, ou ácido gama-aminobutírico, que é o neurotransmissor que acalma o cérebro
  • Regulando os níveis de cortisol (hormônios do estresse)

Um estudo com roedores de 2000 indicou que os efeitos da ashwagandha são semelhantes aos do lorazepam, que é comumente prescrito por profissionais médicos para tratar a ansiedade. É claro que, uma vez que os ratos não são pessoas, precisamos de mais pesquisas para determinar a validade destes resultados.

Que tal usar ashwagandha para o estresse?

Como mencionamos, a pesquisa indica que a ashwagandha é eficaz na redução dos níveis de estresse.

Um pequeno estudo realizado em 2019  revelou que uma dose diária de 600 miligramas de ashwagandha reduziu significativamente o estresse e a ansiedade. Além disso, também tem sido associado à redução do cortisol e à melhora do sono, que são essenciais para a saúde mental geral.

Um segundo estudo em 2019 revelou que uma dose de 240 miligramas diários reduziu os níveis gerais de estresse.

Mais uma vez, temos mais evidências indicando que tomar ashwagandha para o estresse é mais eficaz do que tomá-la para um transtorno de ansiedade.

Outros benefícios da Ashwagandha

Na maioria das vezes, as pessoas usam suplementos de ashwagandha para melhorar a saúde mental. No entanto, existem alguns outros benefícios associados a esta erva, tais como:

  • Sono melhorado
  • Tratamento da dor da artrite
  • Melhor desempenho atlético
  • Prevenção de perda de memória
  • Regulação do açúcar no sangue
  • Reforço de testosterona

Ashwagandha Outros efeitos

Existem alguns outros benefícios positivos que envolvem a ashwagandha – muitos dos quais são conhecidos há séculos. Há muitas pesquisas que sugerem fortemente que ele tem um efeito significativo e positivo na função sexual de homens e mulheres. Devido aos seus efeitos de alteração do humor, também é conhecido por ajudar a apoiar a função cerebral e até mesmo a controlar o peso – este último, em muitos casos, é devido a tensões corporais significativas. O sono também é um benefício relatado pelos usuários.

Apesar dos muitos benefícios positivos da ashwagandha, se você tiver uma tireoide hiperativa, diagnóstico de câncer ou problemas de pressão arterial pré-existentes, você deve sempre consultar um médico antes de começar a usar ashwagandha ou outros medicamentos e suplementos não prescritos.

Como você deve tomar Ashwagandha?

Quando se trata de tomar suplementos de ashwagandha, não existe uma dosagem ou abordagem única que seja apoiada pelos líderes da indústria. Pesquisas indicam que pode ser tomado com ou sem refeições e a qualquer hora do dia.

Você pode encontrar ashwagandha em diversas formas, como:

  • Extratos líquidos
  • Comprimidos
  • Chás
  • Pós

A maioria das pesquisas sugere que uma dose de 250 a 600 miligramas por dia pode reduzir o estresse. Outros estudos usam doses mais altas e algumas empresas sugerem que você precisa de até 1.500 miligramas. É importante observar que, independentemente da dosagem, pode ser necessário tomá-lo por várias semanas ou até meses antes de começar a ver os resultados.

É melhor consultar seu médico ou nutricionista antes de começar a tomar um suplemento de ashwagandha. Eles poderão ajudá-lo a encontrar o melhor tipo e dosagem para você.

Efeitos colaterais da Ashwagandha

Segundo especialistas, a ashwagandha é segura em pequenas doses, por até 3 meses. Não houve pesquisas suficientes para determinar os efeitos associados ao uso a longo prazo. No entanto, foi demonstrado que tomar muito por muito tempo pode afetar o trato gastrointestinal, causando efeitos colaterais como:

  • Náusea
  • Diarréia
  • Vômito

Além disso, é importante observar que, como as pesquisas ainda são limitadas, alguns grupos devem evitar tomar esta erva, incluindo:

  • Mulheres grávidas ou amamentando
  • Indivíduos com doenças autoimunes, como artrite reumatóide, esclerose múltipla, lúpus, etc.
  • Indivíduos com problemas de tireoide

Assim como outros suplementos e ervas, a ashwagandha pode interagir com alguns medicamentos prescritos. Portanto, certifique-se de discutir o assunto com seu médico antes de começar a tomá-lo.

Conclusão

Ashwagandha tem sido usada há séculos na medicina ayurvédica. Foi comprovado que alivia o estresse, que é um dos gatilhos mais comuns da ansiedade. Portanto, pode ajudar no tratamento da ansiedade, dependendo do que a causa.

Esta não é uma solução rápida para seu estresse, insônia ou ansiedade. Ele atua como um suplemento, não como um medicamento prescrito, e pode levar várias semanas para entrar no seu sistema. Além disso, pode não funcionar para todos. Antes de comprar um produto ashwagandha, faça sua pesquisa e compre apenas aquele em que você confia.

Referências

  • “Ashwagandha: MedlinePlus Supplements.” Medlineplus.gov, Sept. 2019, medlineplus.gov/druginfo/natural/953.html.
  • “Ashwagandha: Uses, Side Effects, Interactions, Dosage, and Warning.” Webmd.com, 2009, www.webmd.com/vitamins/ai/ingredientmono-953/ashwagandha.
  • “Ayurvedic Medicine: In Depth.” NCCIH, www.nccih.nih.gov/health/ayurvedic-medicine-in-depth.
  • Bhattacharya, S.K., et al. “Anxiolytic-Antidepressant Activity of Withania Somnifera Glycowithanolides: An Experimental Study.” Phytomedicine, vol. 7, no. 6, Dec. 2000, pp. 463–469, 10.1016/s0944-7113(00)80030-6. Accessed 3 May 2020.
  • Cleveland Clinic. “Cortisol: What It Is, Function, Symptoms & Levels.” Cleveland Clinic, 10 Dec. 2021, my.clevelandclinic.org/health/articles/22187-cortisol.
  • —. “What Is Stress? Symptoms, Signs & More | Cleveland Clinic.” Cleveland Clinic, 2021, my.clevelandclinic.org/health/articles/11874-stress.
  • foodrevolutionnetwork. “What Are Adaptogens & How Can You Benefit from Them?” Food Revolution Network, 22 May 2020, foodrevolution.org/blog/what-are-adaptogens/. Accessed 25 May 2022.
  • Healthline’s Medical Network. “What Does Gamma Aminobutyric Acid (GABA) Do?” Healthline, Healthline Media, 26 Oct. 2018, www.healthline.com/health/gamma-aminobutyric-acid.
  • Jovanovic, Tanja. “Anxiety.org.” Anxiety.org, 15 Nov. 2018, www.anxiety.org/what-is-anxiety.
  • Mayo Clinic. “Generalized Anxiety Disorder – Symptoms and Causes.” Mayo Clinic, Mayo Clinic, 2017, www.mayoclinic.org/diseases-conditions/generalized-anxiety-disorder/symptoms-causes/syc-20360803.
  • —. “Panic Attacks and Panic Disorder – Symptoms and Causes.” Mayo Clinic, 4 May 2018, www.mayoclinic.org/diseases-conditions/panic-attacks/symptoms-causes/syc-20376021.
  • —. “Separation Anxiety Disorder – Symptoms and Causes.” Mayo Clinic, 5 Apr. 2021, www.mayoclinic.org/diseases-conditions/separation-anxiety-disorder/symptoms-causes/syc-20377455.
  • —. “Social Anxiety Disorder (Social Phobia) – Symptoms and Causes.” Mayo Clinic, Mayo Clinic, 29 Aug. 2017, www.mayoclinic.org/diseases-conditions/social-anxiety-disorder/symptoms-causes/syc-20353561.
  • “Phobia Related Disorders Definition | Signs and Symptoms.” The Treatment Specialist, thetreatmentspecialist.com/mental-health/anxiety/phobia-related-disorders/.
  • Salve, Jaysing, et al. “Adaptogenic and Anxiolytic Effects of Ashwagandha Root Extract in Healthy Adults: A Double-Blind, Randomized, Placebo-Controlled Clinical Study.” Cureus, vol. 11, no. 12, 25 Dec. 2019, www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6979308/, 10.7759/cureus.6466.

Olá queridos leitores! Seu feedback é muito valioso para nós!

Sinta-se à vontade para compartilhar suas opiniões, perguntas ou apenas dizer um oi nos comentários abaixo.

Deixe uma resposta

Explore nossas últimas novidades, dicas e artigos informativos

Seja parte desta jornada em direção a uma vida mais saudável. Juntos, vamos alcançar nossos objetivos de bem-estar. Vamos começar!"

  • Publicado em 06/03/2024

    Descubra por que o Dayvit Balance se destaca como o suplemento ideal para manter sua saúde em dia

    Nutrir o corpo com os micronutrientes essenciais é fundamental para manter uma saúde vibrante e uma vida equilibrada. O Dayvit Balance oferece uma solução completa, fornecendo uma variedade de vitaminas e minerais vitais em um comprimido conveniente. Descubra como esse suplemento inovador pode ajudar a preencher as lacunas nutricionais da sua dieta, promovendo uma pele radiante, um sistema imunológico forte e uma energia renovada. Com Dayvit Balance, cuide da sua saúde de forma simples e eficaz, todos os dias.

  • Publicado em 05/03/2024

    Notícia Urgente: Berberina Emergindo como a Nova Esperança na Luta Contra a Resistência à Insulina!

    A ciência confirma: a berberina não é apenas uma moda passageira, mas sim uma solução eficaz para a resistência à insulina. Estudos destacam sua capacidade de melhorar a sensibilidade à insulina e reduzir os níveis de colesterol, oferecendo uma abordagem abrangente para a saúde metabólica. Entre no mundo da berberina e descubra seu potencial revolucionário.

  • Publicado em 05/03/2024

    Gluconite: A Nova Fronteira no Controle do Açúcar no Sangue e Qualidade do Sono

    Às vezes, as soluções mais incríveis estão bem debaixo de nossos narizes. Gluconite é uma dessas descobertas surpreendentes. Imagine um suplemento que não só promove um sono tranquilo, mas também equilibra os níveis de açúcar no sangue. Parece bom demais para ser verdade, certo? Mas é exatamente isso que Gluconite promete fazer. Descubra mais sobre essa solução inovadora e como ela pode transformar suas noites e sua saúde.

  • Publicado em 24/02/2024

    Alimente-se para Emagrecer: 10 Opções de Calorias Negativas para sua Dieta!

    Já pensou em comer e perder peso ao mesmo tempo? Agora isso é possível! Conheça os alimentos com calorias negativas que não só saciam sua fome, mas também ajudam a queimar gordura enquanto são digeridos. Um segredo nutricional que vai revolucionar sua dieta!

  • Publicado em 24/02/2024

    Você Sabia? O Mineral Esquecido Que Pode Mudar a Sua Saúde: Magnésio!

    Você sabia que uma deficiência de magnésio pode estar prejudicando sua saúde mais do que você imagina? Desde problemas cardiovasculares até distúrbios metabólicos, o magnésio desempenha papéis vitais em nosso corpo. No entanto, muitos de nós não estamos recebendo o suficiente deste mineral essencial. Explore as diferentes formas de suplementação de magnésio e descubra como você pode otimizar sua ingestão para uma saúde melhor e uma vida mais longa e vibrante!

  • Publicado em 24/02/2024

    Conheça os Alimentos que Impulsionam sua Vitalidade com Magnésio!

    Você sabia que o magnésio desempenha um papel fundamental na sua saúde e energia diária? Descubra seis maneiras surpreendentes de aumentar seus níveis de magnésio e, consequentemente, sua vitalidade! Desde consumir chocolate amargo até imersões relaxantes com sais de Epsom, explore métodos eficazes para garantir que seu corpo receba a dose necessária desse importante mineral. Não perca a oportunidade de transformar sua dieta e impulsionar sua energia!

  • Publicado em 24/02/2024

    Lista de Distúrbios Comuns Associados ao Magnésio e como Evitá-los

    Prepare-se para uma revelação surpreendente: o magnésio não é apenas um mineral comum, mas sim um poderoso influenciador de sua saúde física e mental. Desde a sua conexão com distúrbios do sono até seu papel na saúde do coração, o magnésio desempenha múltiplos papéis em nosso organismo. Este artigo explora esses segredos pouco conhecidos, oferecendo insights sobre como o magnésio pode ser a chave para desbloquear uma vida mais saudável e equilibrada.

  • Publicado em 24/02/2024

    Além do Cálcio: Por que o Magnésio é Crucial para a Saúde Óssea?

    Muitos estão cientes da importância do cálcio para a saúde óssea, mas poucos conhecem o papel essencial do magnésio nesse processo. O magnésio não apenas fortalece os ossos, mas também desempenha um papel vital na mineralização óssea e na ativação de enzimas que são essenciais para a saúde óssea. Saiba como garantir que você está recebendo quantidades adequadas de magnésio em sua dieta pode ajudar a manter seus ossos fortes e saudáveis ao longo da vida.

  • Publicado em 23/02/2024

    Você sabia que a hiperexcitabilidade do sistema nervoso pode ser atribuída à falta de magnésio?

    Este mineral vital não só regula os neurotransmissores, mas também mantém os níveis de cálcio em equilíbrio, garantindo um funcionamento nervoso suave. Descubra como a deficiência de magnésio pode levar a uma série de sintomas desconfortáveis, desde espasmos musculares até problemas de sono, e saiba como incorporar mais magnésio em sua dieta para uma vida mais saudável!

  • Publicado em 23/02/2024

    Do Alívio à Performance: Descubra o Poder do Magnésio nos Músculos!

    Seja para aliviar dores musculares ou melhorar o desempenho atlético, o magnésio é uma peça-chave que muitos ignoram. Desde a redução das cãibras musculares até a aceleração da recuperação pós-exercício, os benefícios do magnésio são vastos e variados. A pesquisa revela que a suplementação adequada desse mineral pode não apenas aliviar as dores musculares, mas também melhorar a força muscular e a resistência. Se você está cansado de lidar com dores musculares persistentes ou deseja levar seu treinamento atlético para o próximo nível, é hora de explorar o poder do magnésio nos seus músculos.