Artigo
Comentários
Novidades
Medicamentos para Perda de Peso e Seu Impacto na Saúde - Leia Agora!

Medicamentos para Perda de Peso e Seu Impacto na Saúde - Leia Agora!

Medicamentos para perda de peso têm gerado manchetes com promessas de solução fácil, mas especialistas alertam que mudanças no estilo de vida são cruciais para uma saúde duradoura. Embora novas opções, como semaglutida e tirzepatida, mostrem resultados promissores, seus potenciais efeitos colaterais e custos elevados destacam a necessidade de uma abordagem holística. Entenda os prós e contras desses medicamentos, bem como a importância de hábitos saudáveis, como dieta equilibrada e exercícios regulares, na busca por um peso saudável e uma vida mais longa.

Última atualização: 12/02/2024

Medicamentos para perda de peso geram manchetes, mas mudanças de estilo de vida são fundamentais para saúde duradoura. Leia sobre os prós e contras aqui!

Medicamentos para perder peso não são uma solução mágica. Mudanças no estilo de vida são fundamentais para uma saúde duradoura

As manchetes têm sido bastante interessantes ultimamente, com frases como “A Revolução da Obesidade” e “Um novo medicamento ‘milagroso’ para perda de peso funciona”. Essas manchetes são acompanhadas por fotos inspiradoras de antes e depois de pessoas que lutam para perder peso há anos, finalmente encontrando uma estratégia eficaz.

Nos últimos anos, houve avanços promissores nos tratamentos para a obesidade, com novos medicamentos para perda de peso dominando as notícias. Os medicamentos, semaglutida (Ozempic, Wegovy) e tirzepatida (Mounjaro, Zepbound), atuam retardando o esvaziamento do estômago e reduzindo o apetite. Geralmente são administrados por meio de uma injeção semanal.

Os ensaios clínicos mostraram um sucesso comparável ao da cirurgia e celebridades como Oprah Winfrey compartilharam histórias pessoais encorajadoras. A literatura científica que apoia estas afirmações também é impressionante. Quem toma os medicamentos perde em média 10% a 20% do peso corporal. Os medicamentos foram originalmente desenvolvidos para diabetes tipo 2 e são bem conhecidos por melhorar o controle do açúcar no sangue. Em dezembro, também foi relatado que a semaglutida parece reduzir os principais eventos cardíacos adversos em 20% em pessoas com doença cardiovascular com sobrepeso ou obesidade.

Para médicos de cuidados primários como eu, que aconselharam milhares de pacientes – muitas vezes sem sucesso – sobre o seu peso, esta notícia é bem-vinda. Para muitas pessoas que vivem com obesidade, esses medicamentos podem ser uma virada de jogo.

O excesso de peso corporal está ligado a uma série de problemas médicos, incluindo diabetes, doenças cardíacas, osteoartrite, apneia do sono e muitos tipos de câncer. Está ligado à menor expectativa de vida e maiores taxas de incapacidade. Com cerca de 40% dos adultos norte-americanos actualmente classificados como obesos – e outros 30% considerados com excesso de peso – muitos médicos e pacientes estão a adoptar os novos medicamentos como uma solução.

As drogas não abordam as causas profundas da crise de saúde

Embora muitas pessoas possam optar por usar os medicamentos mais recentes, é importante compreender e abordar suas limitações. Estes podem incluir a falta de dados de segurança a longo prazo, bem como potenciais efeitos secundários, como náuseas, vómitos e, em casos raros, pancreatite e doenças da vesícula biliar.

Relatórios de centros de controle de intoxicações indicam um aumento nas chamadas devido a overdoses de medicamentos, o que pode levar a níveis baixos de açúcar no sangue e sintomas associados, como tonturas, irritabilidade e, em casos graves, confusão e coma.

O elevado custo dos medicamentos para perda de peso, que muitas vezes pode exceder 1.000 dólares por mês por paciente, é uma preocupação significativa, especialmente num país que já gasta mais em cuidados de saúde do que qualquer outra nação do mundo e regista disparidades significativas na prestação de cuidados de saúde. . As preocupações com os custos são agravadas pela investigação que indica que estes medicamentos geralmente precisam de ser tomados durante um longo período para evitar a recuperação do peso.

Jonathan Bonnet, médico certificado em obesidade, estilo de vida, família e medicina esportiva, que também é diretor do programa de perda de peso médica no Centro de Recursos Clínicos do Centro de Controle de Peso de Palo Alto VA, afirmou que “embora essas drogas sejam potentes e ferramentas eficazes, elas não são uma panacéia.”

O médico está a testemunhar resultados encorajadores entre os seus pacientes, mas reconhece que o custo é uma barreira significativa. Ele acredita que tratar todos os indivíduos nos EUA que sofrem de obesidade com medicamentos não só irá levar o país à falência, mas também não conseguirá promover a saúde e a vitalidade que desejamos.

Além disso, mais da metade dos planos de seguro empregador nos Estados Unidos e no Medicare não cobrem medicamentos para perda de peso.

As taxas de obesidade aumentaram significativamente nas últimas décadas e continuaram a aumentar desde a pandemia da COVID-19. Os medicamentos não conseguem resolver as causas profundas do problema.

De acordo com uma pesquisa recente da Gallup, a taxa de obesidade nos EUA aumentou 6% desde 2019, atingindo o nível atual de 38,4%. Este aumento da obesidade levou a um aumento na prevalência de diabetes tipo 2, que passou de 10,3% dos adultos nos EUA de 2001 a 2004 para 13,2% de 2017 a 2020.

O fácil acesso da nossa sociedade a alimentos altamente processados ​​e com alto teor calórico, combinado com o nosso estilo de vida sedentário, contribui para o ganho excessivo de peso e problemas de saúde relacionados.

O nosso sistema de saúde foi concebido para prestar cuidados aos doentes e é apoiado por uma indústria farmacêutica multibilionária que lucra quando as pessoas adoecem, em vez de dar prioridade à prevenção de doenças. Embora devamos promover a aceitação de todos os tipos de corpo, não podemos ignorar o facto de que as taxas crescentes de obesidade fazem parte de uma crise sanitária crescente.

A verdadeira saúde não é apenas um número numa escala

O campo da medicina do estilo de vida está em rápido crescimento e visa prevenir e tratar doenças crónicas através da promoção de hábitos saudáveis. Esses hábitos incluem consumir uma dieta minimamente processada e rica em vegetais, frutas e grãos integrais, praticar atividade física regular, dormir o suficiente e restaurador, controlar o estresse, promover conexões sociais positivas e evitar substâncias nocivas.

Os profissionais da medicina do estilo de vida trabalham em colaboração com os pacientes para identificar os seus valores fundamentais e ajudá-los a atingir os objetivos desejados, que podem incluir perder peso, controlar a pressão arterial elevada ou melhorar o humor e os níveis de energia.

A medicina do estilo de vida é uma forma acessível e segura de melhorar sua saúde. Seus benefícios vão muito além da perda de peso e podem durar a vida toda. Pessoas que fazem escolhas positivas de estilo de vida, como praticar exercícios regularmente, seguir uma dieta balanceada e evitar fumar, podem reduzir o risco de doença arterial coronariana em mais de 80% e de diabetes tipo 2 em mais de 90%. Eles também requerem menos medicamentos, vivem mais e têm melhor saúde mental. Além disso, eles têm menor risco de câncer, doenças crônicas e deficiências.

Uma dieta que se concentra no consumo de alimentos integrais e vegetais não é apenas benéfica para a nossa saúde, mas também é melhor para o nosso planeta. Este tipo de dieta pode ajudar a reduzir a desflorestação, a poluição do ar e da água e as emissões de gases com efeito de estufa associadas à produção de carne e produtos lácteos.

É importante observar que os medicamentos para o estilo de vida e os novos medicamentos para perda de peso não são mutuamente exclusivos. As bulas desses medicamentos afirmam explicitamente que eles devem ser prescritos em combinação com aumento de atividade física e dieta hipocalórica.

Freqüentemente, o aspecto do estilo de vida da saúde é esquecido. Não é uma solução rápida e fácil; requer dedicação e uma reavaliação de crenças pessoais. Incentiva-nos a diminuir o consumo de alimentos ultraprocessados ​​ricos em açúcares adicionados e sal, que ainda estão associados a um risco aumentado de doenças cardíacas, acidentes vasculares cerebrais e certos tipos de cancro, mesmo naqueles que não têm excesso de peso.

De acordo com a American Heart Association, menos de 1% dos adultos e adolescentes dos EUA praticam todas as práticas recomendadas para atingir a saúde cardiovascular ideal, o que inclui a maioria dos princípios da medicina do estilo de vida.

Novos medicamentos para combater a obesidade são de importância crucial. No entanto, a saúde genuína não se trata apenas de um número que aparece na balança. Se as pessoas adoptassem amplamente os princípios da medicina do estilo de vida, isso poderia reduzir as despesas com cuidados de saúde, reverter o recente declínio da esperança de vida nos Estados Unidos e melhorar imensamente a vida das pessoas.

Oportunidades para mudança

Observa-se que mais de 82% dos americanos consultam um profissional de saúde a cada ano. Portanto, incorporar a medicina do estilo de vida nessas consultas é uma ótima maneira de apoiar os necessitados. No entanto, os prestadores de cuidados de saúde muitas vezes não possuem as competências necessárias para oferecer formação intensiva necessária para a promoção de comportamentos saudáveis.

Uma pesquisa realizada em 2017 revelou que 90% dos cardiologistas não receberam nenhuma ou muito pouca educação nutricional durante o treinamento da bolsa. Portanto, as escolas médicas e os programas de residência precisam educar a próxima geração de médicos para promover comportamentos saudáveis ​​e implementar essas práticas nas suas próprias vidas.

Veja o conteúdo original.

Mais notícias no google news…

Olá queridos leitores! Seu feedback é muito valioso para nós!

Sinta-se à vontade para compartilhar suas opiniões, perguntas ou apenas dizer um oi nos comentários abaixo.

Deixe uma resposta

Explore nossas últimas novidades, dicas e artigos informativos.

Seja parte desta jornada em direção a uma vida mais saudável. Juntos, vamos alcançar nossos objetivos de bem-estar. Vamos começar!

  • Publicado em 18/07/2024

    Balloon Slim – Este suplemento funcionará para você?

    Descubra como o Balloon Slim, um suplemento natural, ajuda mulheres a atingirem o físico desejado ao reduzir o apetite e promover a sensação de saciedade após as refeições.

  • Publicado em 17/07/2024

    Lift Burn: O Suplemento Potente para Queima de Gordura e Perda de Peso Rápida

    Lift Burn é a solução definitiva para quem busca emagrecer e queimar gordura de maneira rápida e eficaz. Com ingredientes cientificamente comprovados como cafeína, café verde, cromo, espirulina e laranja moro, Lift Burn acelera o metabolismo, aumenta a termogênese e promove a saúde geral

  • Publicado em 08/07/2024

    O OzenVitta da OzenPharma Parece Bom Demais pra ser Verdade!!!

    Você está pensando em comprar o suplemento para perda de peso OzenVitta? Se você tem se perguntado se ele pode ajudar você a perder peso como ele promete, então leia a seguinte análise aprofundada do produto, destacando em detalhes seus benefícios, ingredientes, como ele funciona e onde você pode comprá-lo.

  • Publicado em 16/05/2024

    Systeme.io: Pode-se realmente construir um negócio online sem gastar nada? Descubra!

    Descubra como a Systeme.io está revolucionando o cenário do empreendedorismo online, oferecendo recursos robustos gratuitos para construir seu negócio sem gastar nada!

  • Publicado em 02/05/2024

    Qual é o Melhor Horário para Tomar BCAA: Manhã, Tarde ou Noite?

    Você já se perguntou qual é o melhor horário para tomar BCAA? Se você é como eu, que se preocupa em obter o máximo de benefícios de cada suplemento, essa questão pode rondar sua mente.

  • Publicado em 23/04/2024

    Coceira Vaginal sem Corrimento Durante a Gravidez

    A gravidez, um momento de admiração e entusiasmo, muitas vezes traz consigo seu próprio conjunto de surpresas e desafios. Dentre elas, a coceira vaginal se destaca como um desconforto que muitas gestantes enfrentam.

  • Publicado em 23/04/2024

    Coceira Vulvar: Por que Piora à Noite e Remédios Caseiros Eficazes

    A coceira vulvar é uma queixa comum entre mulheres de todas as idades e pode ser causada por uma variedade de razões, desde condições médicas até fatores ambientais.

  • Publicado em 06/03/2024

    Descubra por que o Dayvit Balance se destaca como o suplemento ideal para manter sua saúde em dia

    Nutrir o corpo com os micronutrientes essenciais é fundamental para manter uma saúde vibrante e uma vida equilibrada. O Dayvit Balance oferece uma solução completa, fornecendo uma variedade de vitaminas e minerais vitais em um comprimido conveniente. Descubra como esse suplemento inovador pode ajudar a preencher as lacunas nutricionais da sua dieta, promovendo uma pele radiante, um sistema imunológico forte e uma energia renovada. Com Dayvit Balance, cuide da sua saúde de forma simples e eficaz, todos os dias.

  • Publicado em 05/03/2024

    Notícia Urgente: Berberina Emergindo como a Nova Esperança na Luta Contra a Resistência à Insulina!

    A ciência confirma: a berberina não é apenas uma moda passageira, mas sim uma solução eficaz para a resistência à insulina. Estudos destacam sua capacidade de melhorar a sensibilidade à insulina e reduzir os níveis de colesterol, oferecendo uma abordagem abrangente para a saúde metabólica. Entre no mundo da berberina e descubra seu potencial revolucionário.

  • Publicado em 05/03/2024

    Gluconite: A Nova Fronteira no Controle do Açúcar no Sangue e Qualidade do Sono

    Às vezes, as soluções mais incríveis estão bem debaixo de nossos narizes. Gluconite é uma dessas descobertas surpreendentes. Imagine um suplemento que não só promove um sono tranquilo, mas também equilibra os níveis de açúcar no sangue. Parece bom demais para ser verdade, certo? Mas é exatamente isso que Gluconite promete fazer. Descubra mais sobre essa solução inovadora e como ela pode transformar suas noites e sua saúde.