O que é Desintoxicação de Dopamina e como ela Funciona?

Publicado em 17/01/2023 por Natalia Rocon

É muito essencial entender o que é a própria dopamina para que você possa ter uma visão holística e entender o que a desintoxicação de dopamina representa.

Felizmente, o primeiro artigo detalhou tudo sobre a dopamina, o que também inclui as implicações de seus níveis baixos e altos.

O que é desintoxicação de dopamina?

A desintoxicação de dopamina, também chamada de jejum de dopamina, é um tipo único de desintoxicação digital que envolve ficar longe de tecnologias viciantes, como videogames, streaming de música e mídias sociais por um período específico.

Esse jejum também foi além das tecnologias viciantes e agora não se limita à “fome” intencional temporária de interação social e alguns alimentos.

Este termo surgiu pela primeira vez em novembro de 2018 no YouTube e os pesquisadores de Harvard se referem a ele como uma “moda mal-adaptativa”.

Esta prática tem gozado de amplo reconhecimento, mas, mesmo assim, tem sido criticada por alguns críticos que dizem que sua introdução é alimentada pela falta de compreensão do funcionamento do neurotransmissor dopamina.

No entanto, o conceito de desintoxicação de dopamina ou jejum de dopamina não é difícil de entender.

Trata-se simplesmente de afastar-se temporariamente de qualquer padrão constantemente repetido que produza prazer e alegria induzidos ou estimulados pela interação de alguém com a tecnologia digital.

É uma prática que visa aumentar a felicidade pessoal, possibilitando a disponibilidade de tempo para autorreflexão e o abandono de maus hábitos por meio da evitação de atividades prazerosas.

As complexidades da desintoxicação de dopamina

A ideia da desintoxicação de dopamina foi introduzida para ajudar a lidar com vícios, algo com o qual muitas pessoas lutam hoje em dia, e também para tentar “reduzir” a estimulação de alto nível dos níveis de dopamina por certas atividades.

O ponto real é que, no sentido real, a dopamina é um neurotransmissor e, como tal, não pode ser reduzida per se, e é por isso que coloquei a palavra reduzir entre aspas. Essa ideia se concentra em fornecer uma maneira prática de eliminar qualquer coisa que lhe dê uma descarga de dopamina.

Se você tem se envolvido em comportamentos compulsivos que o transformaram no passageiro de sua vida quando deveria ser o motorista e esses comportamentos estão se intrometendo em seu tempo e felicidade, você precisará de uma desintoxicação de dopamina.

Conforme descrito por especialistas, as pessoas costumam ser viciadas em seis comportamentos compulsivos e, infelizmente, esses comportamentos prejudiciais são alimentados e promovidos pela dopamina.

Eles são:

  • Drogas recreacionais
  • Buscando novidade e emoção
  • Masturbação e Pornografia
  • Compras, jogos de azar e jogos
  • Uso imoderado da internet
  • Comendo

Uma desintoxicação de dopamina funciona?

Quando uma pessoa está em jejum de dopamina, ela se abstém de qualquer coisa que possa desencadear dopamina por um determinado período. Pode ser tão curto quanto uma hora ou se vários dias ou semanas.

Espera-se que a pessoa que está passando por esse jejum ou desintoxicação, como pode ser chamada, se abstenha de gatilhos de prazer ou qualquer forma de excitação. Durante a desintoxicação, ele ou ela deve evitar tudo o que estimula a produção de dopamina.

Após a desintoxicação, espera-se que a pessoa se torne menos afetada pelos gatilhos comuns da dopamina e agora esteja mais equilibrada e centrada.

No entanto, é importante mencionar que é praticamente impossível interromper completamente toda a atividade da dopamina no cérebro quando uma pessoa está passando por uma desintoxicação de dopamina. A razão é que, mesmo que você não se exponha a um estímulo, a dopamina é produzida naturalmente pelo corpo humano.

O que descreve melhor a ideia de desintoxicação de dopamina é um período de abstinência ou de “desligamento”. A implementação contínua desta prática pode proporcionar muitos efeitos positivos.

Sim, saiba que é cientificamente incorreto e problemático olhar e interpretar literalmente o termo “desintoxicação de dopamina”. Quando você se concentra no que ele representa e se baseia em seus valores, há muito o que aproveitar. Então volte para a questão.

Funciona? Sim. No entanto, não se esqueça, não literalmente.

Por que você deve fazer uma desintoxicação de dopamina

Como já havia explicado, essa dopamina é muito significativa e tem um papel preponderante na regulação das emoções alegres ou agradáveis. Assim que essas atividades felizes são concluídas, elas produzem uma emoção de bem-estar ou uma satisfação feliz.

Agora, não há nada de errado com isso, mas o problema começa quando começa a interferir na sua vida e está se tornando um vício.

Depois de se tornar viciado em uma determinada atividade, você continuará se envolvendo em seu movimento cíclico, impulsionado pelo desejo de se envolver em atividades felizes e ser recompensado. Haverá um aumento gradual nas ações felizes, que levarão à satisfação e, com sentimento satisfatório, haverá aquela ansiedade ou expectativa de fazer mais.

Quando isso ocorre com mais frequência do que o normal ou deveria, torna-se um vício, como assistir pornografia ou se recusar a fazer qualquer outra coisa que não seja conversar no WhatsApp ou jogar videogame.

Se o vício em uma atividade específica assumiu o controle de sua vida, uma desintoxicação de dopamina pode ajudá-lo a retomar o controle de sua vida.

Uma desintoxicação absoluta da dopamina é impossível por causa do recurso natural do neurotransmissor, mas decidir desligar e desapegar de comportamentos prejudiciais à saúde pode alimentá-lo com sono melhorado, pressão arterial mais baixa, alívio do estresse, maior clareza mental e foco elevado.

Por quanto tempo você deve fazer uma desintoxicação de dopamina?

Por mais interessante e útil que seja uma desintoxicação de dopamina, você não deve exagerar. Como o corpo precisa de dopamina, um nível baixo dela pode ser prejudicial, assim como um nível alto dela. Felizmente, as implicações disso para a saúde já foram explicadas no artigo anterior.

Nossos cérebros não se reprogramam muito rapidamente e uma desintoxicação de dopamina pode levar cerca de duas a doze semanas para ser eficaz. Na maioria dos casos, os especialistas acreditam que 30 dias, que contariam como o desafio de um mês, seriam suficientes. Em alguns casos, uma desintoxicação de dopamina pode durar até 50 dias, mas não mais que 90 dias.

Efeitos da desintoxicação de dopamina

A desintoxicação de dopamina deixa efeitos agradáveis ​​e positivos em seu corpo e saúde em geral. Esses efeitos também explicam por que você deve considerar fazer uma desintoxicação de dopamina.

Motivação

As pessoas são incitadas a trabalhar duro e perseguir os desejos do coração devido à dopamina. A dopamina está principalmente por trás da motivação e, portanto, pode-se ter problemas mentais quando está muito baixa e um nível alto pode levar a um hipercomportamento excessivo. Com a desintoxicação de dopamina apropriada, você pode se manter motivado de forma saudável.

Aprendizagem e Atenção

A memória e o prazer são regulados por essa molécula cerebral chamada dopamina e isso significa que, se você aproveitá-la positivamente, não apenas aumentará a motivação, mas também aumentará sua capacidade de atenção como aluno.

Uma desintoxicação de dopamina pode facilitar o aprendizado eficaz se for feito corretamente. Também pode melhorar a atenção e a concentração.

Dorme

Você desfrutará de um sono melhor com a desintoxicação de dopamina porque promoverá um bom sono através da dissuasão da produção excessiva de moléculas de dopamina.

Humor

Você provavelmente já deve ter ouvido algo como “hormônios da felicidade”. É a serotonina e a dopamina que costumam ser chamadas assim e isso se deve à sua capacidade de melhorar a saúde mental.