Terapia de Cores 101: A Ciência por Trás das Cores

Publicado em 08/09/2022 por

Tudo em nossas vidas tem algum tipo de poder sobre nós. O que ouvimos pode ser uma distração ou uma inspiração. O mesmo vale para o paladar, a sensação e o cheiro. Então, há todas as coisas que bombardeiam nosso senso de visão a cada segundo de cada dia. Pode ser esmagador. É aí que entra a cromoterapia.

Hoje, damos a você um curso introdutório rápido: cromoterapia 101. Mostraremos o efeito que as diferentes cores têm em nossas atitudes e emoções. Você também aprenderá como as cores são usadas para tratar certos problemas e como podemos nos beneficiar de cada tom.

A ciência por trás das cores

Você sabia que o olho humano pode detectar mais de 10 milhões de tons diferentes de cor? Ainda mais impressionante é que podemos distinguir entre quase 1000 tons.

Essa habilidade incrível é o que dá riqueza e profundidade ao nosso mundo. Intensifica o já variado espectro de cores em nosso cotidiano.

Preto e branco

Para experimentarmos a cor, devemos ter luz. Existem dois princípios básicos de luz: branco e preto.

A luz branca reflete todos os comprimentos de onda do espectro de forma igual. Não absorve nenhum deles.

Lembra quando criança, quando costumávamos segurar um prisma contra a luz do sol? A luz branca é filtrada como um arco-íris.

O preto é o completo oposto do branco. Absorve todos os comprimentos de onda da luz e não reflete nenhum.

Raios de luz

Todo raio de luz consiste em algum tipo de cor. Cada cor é composta de ondas eletromagnéticas. A distância entre pontos idênticos em duas ondas consecutivas é chamada de comprimento de onda. Isso é o que define a cor que nossos olhos veem.

O comprimento de onda mais longo que um olho humano pode detectar é o vermelho, enquanto o mais curto é o violeta.

O infravermelho é ainda mais longo e o ultravioleta é muito mais curto do que o violeta simples. Nossos olhos são incapazes de captar qualquer um deles, embora quase todos os animais possam reconhecer um ou ambos. Podemos, no entanto, sentir o calor que emitem.

Como funciona a terapia das cores

A terapia da cor às vezes é chamada de cromoterapia. É um ramo da medicina complementar que usa as cores do espectro para tratar uma ampla gama de problemas de saúde. Também pode ser usado para a prática diária de relaxamento e bem-estar mental geral.

A ciência por trás disso é que cada cor emite um impulso elétrico diferente no cérebro. Cada impulso estimula processos bioquímicos e hormonais. Em resposta a esses processos, exibimos emoções diferentes.

Este tipo de terapia é seguro e eficaz para todas as idades. Pode ser usado sozinho ou em conjunto com outros tipos de terapias – tradicionais e complementares.

O Sistema de Chacras

A cromoterapia é praticada há mais de milhares de anos. Os praticantes antigos descobriram que o corpo continha sete principais centros de energia ou chakras. Daí veio o sistema de chakras, que combinava certas cores com certos chakras, de acordo com seus comprimentos de onda.

O sistema de chakras ajudou a moldar a moderna terapia de cores como a conhecemos hoje. Também ajudou a formar a base para a psicologia das cores, que é uma ótima ferramenta usada em muitos setores.

Como as cores afetam nossas vidas diárias

Estudos mostram como as cores afetam a maneira como captamos novas informações e processamos pensamentos. Além disso, eles podem afetar nossos níveis de alerta e criatividade.

Mesmo pequenas diferenças nas tonalidades podem evocar sentimentos diferentes. Por exemplo, um tom claro e brilhante de azul é usado para evocar sentimentos de relaxamento. Pense em estar na praia em um dia claro e ensolarado.

Agora, feche os olhos e imagine um tom de azul marinho profundo. Suas emoções mudaram para algo mais formal e convencional?

Esse é o poder da cor!

Psicologia das cores

Aqui está uma rápida olhada nas sete cores principais do espectro.

Vermelho

A cor vermelha simboliza o primeiro chakra, também conhecido como raiz. Incentiva a unidade, paixão e calor.

O vermelho aumenta o fluxo sanguíneo e a energia. Os comprimentos de onda longos nos fazem sentir seguros e protegidos. Eles também nos permitem sentir confiantes o suficiente para fazer qualquer coisa.

Laranja

O segundo chakra, o sacro, está ligado ao laranja. Gera uma sensação de calor, criatividade e sensualidade.

Orange nos incentiva a fazer brainstorming e apresentar ideias novas e inovadoras. Também é usado para estimular a alegria e a vitalidade.

Amarelo

O plexo solar é representado pela cor amarela. Significa otimismo, felicidade e energia mental positiva.

Amarelo é usado para aumentar a auto-estima e digestão saudável, e eleva nosso humor. Sua tonalidade brilhante e viva traz aceitação e ambição.

Verde

O verde é a cor universal para cura, crescimento e rejuvenescimento. Está associado ao coração, o quarto chakra.

Quase todos os vários tons de verde ajudam a fortalecer o sistema imunológico. Também ajuda a melhorar a conexão cérebro-corpo, e é por isso que é considerada a cor mais terapêutica de todas.

Azul

O azul está ligado a sentimentos de paz, fidelidade e fé. É aqui que reside o quinto chakra, ou a garganta.

Na cromoterapia, o azul é aplicado para melhorar a boa comunicação e a confiança. Ajuda a criar um espaço seguro onde as ideias fluem livremente. Também reduz a pressão arterial e a frequência cardíaca.

Índigo

O índigo está associado à sabedoria, lealdade e espiritualidade. É o sexto chakra, lar do terceiro olho.

A cor índigo é boa para desenvolver clareza interior e uma sensação de calma. Pode regular nossos ritmos circadianos, por isso é usado para tratar a insônia, bem como certos tipos de dores de cabeça.

Violeta

Violeta é o chacra coronário. É a cor da paz e tranquilidade.

Quando usado na cromoterapia, o violeta pode ajudar a coordenar os dois hemisférios do nosso cérebro. Também reduz o estresse e a ansiedade, proporcionando-nos uma sensação de equilíbrio.

Conteúdo Relacionado