Saúde gastrointestinal, Medicina gastrointestinal, Tratamento gastrointestinal

Como a má Saúde Gastrointestinal pode levar à Pancreatite

Publicado em 08/27/2022 por

Manter uma boa saúde gastrointestinal é importante para evitar condições como a pancreatite, que geralmente é grave o suficiente para justificar uma internação hospitalar.

A inflamação do pâncreas é conhecida como pancreatite. Essa condição ocorre porque as enzimas digestivas em seu corpo, que geralmente trabalham para quebrar os alimentos, começam a se acumular no pâncreas e digerir os tecidos lá. Isso causa inflamação e dor, e muitas vezes pode ser muito perigoso.

A pancreatite pode ser aguda ou crônica. Em ambos os casos, geralmente requer hospitalização, por isso é importante cuidar da saúde gastrointestinal para reduzir o risco de desenvolver essa condição.

Sintomas de problemas de saúde gastrointestinal

Os sintomas da pancreatite são comuns a muitos tipos de condições de saúde gastrointestinais que podem causar dores de estômago e problemas digestivos. A dor abdominal de qualquer tipo é um sinal de que pode haver algo errado em seu trato digestivo, por isso é importante que a dor excessiva ou persistente seja examinada por um médico o mais rápido possível.

A detecção precoce e o tratamento de problemas gastrointestinais podem limitar muito o dano que eles causam ao seu corpo. Isso permite que você evite a pancreatite ou gerencie a condição se você a desenvolver.

Observe que os sintomas da pancreatite aguda e crônica podem diferir ligeiramente, com sintomas agudos surgindo rapidamente, enquanto os sintomas crônicos podem ser menos perceptíveis e, portanto, subestimados.

Sintomas de pancreatite aguda

A pancreatite aguda geralmente envolve sintomas de início rápido e dor mais significativa do que sua contraparte crônica. Essa dor geralmente ocorre na região abdominal superior, embora possa se espalhar para as costas, e o desconforto geralmente é pior após uma refeição. Pode causar sensibilidade se você pressionar o abdômen.

Você também pode sentir náuseas, vômitos, indigestão, sudorese, febre e um aumento acentuado no pulso.

Esses sintomas indicam um pâncreas inflamado, que provavelmente exigirá tratamento em um hospital.

Sintomas de pancreatite crônica

Além dos sintomas agudos, que podem ocorrer durante os surtos, os sintomas da pancreatite crônica incluem perda de peso inexplicável e fezes que são extraordinariamente fétidas ou oleosas.

A pancreatite crônica pode resultar no desenvolvimento de vários efeitos à saúde a longo prazo, como cicatrizes no pâncreas e danos às células que produzem insulina, aumentando o risco de diabetes.

Causas da pancreatite

A pancreatite tem sido associada a várias condições gastrointestinais, escolhas de estilo de vida e outras condições de saúde que inflamam o pâncreas.

Cálculos biliares

De acordo com a National Pancreatitis Foundation, os cálculos biliares são a causa mais comum de pancreatite aguda. Os cálculos biliares, que são formados na vesícula biliar, podem realmente passar para o ducto pancreático e causar obstrução, mantendo as enzimas pancreáticas presas dentro do órgão.

Isso causa irritação e inflamação.

Consumo de álcool

A maioria das pessoas que bebem com moderação não tem problemas com o pâncreas, mas aquelas que bebem excessivamente podem ter um risco maior de desenvolver pancreatite. Normalmente, suas chances de desenvolver essa condição aumentam se você toma quatro ou mais bebidas por dia regularmente.

Condições gástricas

Condições como doença de Crohn e colite ulcerativa também foram correlacionadas com um risco maior de pancreatite aguda ou crônica. Gerenciar essas condições através da adoção de hábitos saudáveis ​​é uma ótima maneira de prevenir problemas no pâncreas.

Pancreatite e tratamentos gastrointestinais

Os surtos de pancreatite geralmente são graves o suficiente para exigir atenção médica profissional.

Uma vez que seu médico considere sua condição estável, ele o ajudará a encontrar um método de tratamento que funcione para você. Os tratamentos geralmente envolvem ajustes em sua dieta, medicamentos e gerenciamento de fatores de risco.

Mudanças na Dieta

Enquanto seu pâncreas se recupera, você pode precisar jejuar por alguns dias e seguir uma dieta leve ou líquida antes de retornar aos seus hábitos alimentares regulares. É melhor seguir uma dieta com baixo teor de gordura também, pois é mais fácil para o seu corpo processar e coloca menos pressão no pâncreas.

Medicina gastrointestinal

Medicamentos comuns usados ​​para tratar ou controlar a pancreatite incluem analgésicos e suplementos de enzimas pancreáticas. As enzimas pancreáticas podem ser tomadas com cada refeição para ajudar seu corpo a quebrar os alimentos de forma mais eficiente, melhorando sua ingestão de nutrientes.

Isso ajuda seu corpo a ser menos dependente de um pâncreas que pode estar um pouco comprometido por essa condição.

Reduzindo Fatores de Risco

Se o seu caso de pancreatite estiver ligado a outros problemas de saúde, como cálculos biliares ou consumo excessivo de álcool, é importante gerenciar esses fatores de risco para que eles não causem crises futuras.

Reduza o consumo de álcool, limite alimentos gordurosos conhecidos por causar cálculos biliares e converse com seu médico sobre possíveis opções cirúrgicas, como a remoção da vesícula biliar.

Pensamentos finais

Evitar a pancreatite e controlar os sintomas crônicos envolve abordar os principais fatores que contribuem para a saúde gástrica e seu bem-estar geral. Cuide de si mesmo, abordando as causas da doença e procurando tratamento quando necessário.

Conteúdo Relacionado