Plantas Medicinais e Curativas para Melhorar a Saúde

Publicado em 08/05/2022 por

Se você já tem uma breve compreensão de como a comida pode ser usada como remédio, vamos entrar em alguns detalhes, começando com ervas e especiarias curativas. Estes podem ser usados ​​diretamente em seus pratos e chás para aumentar as propriedades curativas sem ter que tomar vitaminas e minerais adicionais. 

Ervas e especiarias juntas fornecem uma ampla gama de nutrientes que podem ajudar em tudo, desde a TPM até doenças autoimunes.

O artigo a seguir o ajudará a entender um pouco mais sobre ervas e especiarias curativas, como elas podem beneficiar sua saúde e algumas maneiras simples de usar cada uma delas.

Ervas Curativas

Primeiro, temos suas ervas curativas. Você provavelmente já ouviu falar da maioria, se não de todos, e pode até tê-los usado em seus alimentos ou bebidas antes. Esta não é uma lista completa, mas aborda algumas das opções mais populares quando se trata de ervas medicinais.

As ervas podem ser usadas de várias maneiras, desde fazer uma xícara de chá de camomila até adicionar ervas secas ou frescas aos seus pratos enquanto cozinha.

Camomila

Esta é provavelmente a erva mais comum nesta lista e uma das mais fáceis de encontrar. A camomila é uma erva relaxante que também possui muitas propriedades curativas. Pode ajudar a funcionar como um sedativo muito leve se você sofre de ansiedade e estresse, pode ajudar a reduzir a inflamação no corpo e até diminuir a dor de dores de cabeça e enxaquecas. Você deve estar ciente de que pode causar alguma sonolência, por isso é melhor apreciado com uma xícara de chá à noite.

Ashwagandha

Outra excelente erva a ser considerada para curar seu corpo com alimentos em vez de remédios é a ashwagandha. Semelhante à camomila, é ótima para ansiedade e estresse e ajuda a reduzir a inflamação no corpo. Ashwagandha também é uma excelente maneira de dar ao seu sistema imunológico um impulso saudável e natural. Ashwagandha é ótimo para adicionar ao seu chá ou leite à noite antes de dormir.

Aloe

A maioria das pessoas conhece o aloe vera como sendo uma planta que é melhor para aplicação tópica, como aplicar em queimaduras solares para esfriar e reduzir o inchaço. No entanto, não só pode ser usado para outros fins tópicos, como um tratamento natural para doenças crônicas da pele como eczema, mas também pode ser consumido. Este não é um dos propósitos mais comuns, mas é conhecido por ajudar com problemas digestivos como constipação e IBS.

Lavanda

É difícil errar com lavanda, outra erva florida. A lavanda é muito popular apenas como planta perfumada em seu jardim, além de usar os óleos essenciais, mas você também pode usar a própria erva. É ótimo para ansiedade e depressão, relaxamento, alívio de dores de cabeça e ainda possui propriedades antibacterianas.

Black Cohosh

O cohosh preto é outro tipo de erva curativa, onde a raiz é de onde vêm as propriedades medicinais. É ótimo para mulheres com sintomas de TPM, especialmente cólicas menstruais e dores de cabeça. Ele vem em uma tintura ou extratos na maioria dos casos, então não será uma erva que você adiciona aos alimentos que você cozinha.

Echinacea

Outra erva que você pode obter para fins medicinais é a equinácea. Você pode ver isso mencionado um pouco como um remédio natural para doenças como resfriado ou gripe. Também é usado como uma maneira natural de acelerar a cicatrização de uma ferida na pele e evitar infecções. Como a maioria das ervas nesta lista, não se destina a substituir a medicina convencional, mas sim aprimorá-la.

Alho

Por fim, uma erva que você provavelmente usa regularmente em sua alimentação é o alho. Se você não tem usado muito alho, agora é um ótimo momento para começar! O alho fornece alguns benefícios surpreendentes para a saúde, incluindo a redução da pressão arterial e dos níveis de colesterol. O alho também é uma erva antimicrobiana natural.

As especiarias mais saudáveis

Indo além das ervas, você também tem algumas especiarias para escolher em termos de saúde e benefícios medicinais.

Noz-moscada

A primeira especiaria que tem uma longa tradição de propriedades curativas é a noz-moscada. Você provavelmente usa isso com frequência durante o outono e o inverno, mas esse é um ótimo motivo para usá-lo durante todo o ano. A noz-moscada era tradicionalmente usada em pratos tibetanos para ajudar no sistema nervoso. Agora, foi demonstrado que ajuda a equilibrar seu humor e melhorar a saúde mental, ajudando na insônia e equilibrando seu sistema circulatório.

Ruivo

O adorável e aromático gengibre é uma excelente escolha quando se trata de especiarias medicinais. O gengibre é cheio de fitonutrientes, pode ajudar com azia, náuseas e enxaquecas, e é ainda ótimo com dores crônicas como artrite. Algumas pessoas também descobriram que reduziu seus sintomas de asma 

Alecrim

Por que não adicionar um pouco de alecrim às suas costeletas de porco, frango ou pratos de vegetais? O alecrim é muito fácil de cultivar em casa, tornando-se uma excelente escolha para um jardim de quintal. Verificou-se que melhora a memória, protege o fígado e melhora as condições da pele, como a dermatite.

Açafrão

Em seguida, vem o açafrão, que é um tempero altamente subestimado. Os principais benefícios medicinais do uso do açafrão são quando se trata de proteger e limpar o fígado e o sangue. Também pode ajudar a melhorar seu sistema digestivo quando usado em pratos regularmente.

Cúrcuma

O último é o açafrão, que tem recebido muito destaque nas notícias de saúde ultimamente. A cúrcuma costumava ser considerada uma alternativa ao açafrão, mas agora é uma especiaria líder com poderes curativos. A cúrcuma não só tem um ótimo sabor, mas funciona muito bem como anti-inflamatório e pode fornecer ao seu corpo mais antioxidantes naturais.

Você deve ir para os orgânicos?

Visualize um mundo sem alimentos processados. Parece muito bom, não é? Embora possa parecer um mundo distante, seus bisavós viveram, e viveram muito bem, com uma dieta completamente orgânica. OGMs, pesticidas e fertilizantes sintéticos simplesmente não existiam. Ao longo do último século, tanto a nossa dieta quanto a forma como os alimentos são cultivados mudaram drasticamente, no entanto, o processo do nosso corpo não mudou.

Nossos corpos prosperam em alimentos integrais, ricos em vitaminas e minerais. Você não pode esperar que seu corpo funcione com o máximo desempenho se estiver se alimentando de alimentos geneticamente modificados. Então, por que você está se contentando em apenas sobreviver quando pode se tornar orgânico?

Aqui estão quatro razões pelas quais você deve se tornar orgânico:

Melhor sabor

Alimentos orgânicos são conhecidos por serem muito mais saborosos do que alimentos processados. A razão para o sabor aprimorado é por causa da abundância de antioxidantes. Um antioxidante é um tipo de substância que impede que os alimentos armazenados estraguem. Dois antioxidantes incluem vitamina C e E, que podem ser encontrados em suco de laranja e nozes.

Bondade Saudável

A pesquisa mostra que as pessoas que comem uma dieta rica em alimentos orgânicos são mais saudáveis ​​​​em comparação com outras que não o fazem. De fato, comer alimentos orgânicos provou minimizar o risco de exposição a graves problemas de saúde e toxinas em produtos processados ​​e carne.

Ecológico

Com muitos processos de alimentos orgânicos que proíbem o uso de produtos químicos sintéticos, não há risco de contaminação da água. As pessoas que cultivam organicamente representam pouca ou nenhuma ameaça ao meio ambiente e, ao contrário de muitas formas de agricultura, a vida selvagem pode permanecer em seu habitat natural. Falando em vida selvagem, os agricultores realmente se beneficiam das pequenas criaturas por causa de sua maneira de manter as pragas afastadas.

Sem produtos químicos

Qualquer alimento cultivado organicamente não tem produtos químicos, hormônios, conservantes ou OGM. Isso mesmo, naturalmente, frutas e vegetais cultivados estão livres de todas essas modificações. Na verdade, o USDA Organic realmente restringe qualquer produto geneticamente modificado. No entanto, mesmo com regulamentações mais rígidas ou uso de produtos químicos, ainda é uma boa ideia usar produtos orgânicos sempre que possível.

Existe uma lista de alimentos chamada Dirty Dozen, que tende a ter mais produtos químicos e pesticidas. Estes são os alimentos que você deve comprar orgânicos primeiro, se disponíveis para você.

O Dirty Dozen inclui:

  • Pêssegos
  • Salsão
  • Morangos
  • Maçãs
  • Nectarinas
  • Mirtilos domésticos
  • Espinafre, couve e couve
  • pimentões
  • Batatas
  • Cerejas
  • Uvas importadas

Quando dizer não ao orgânico

É possível ter muito de uma coisa boa? Nós pensamos assim. Quando se trata de ir ao natural, é importante saber o que é realmente orgânico e o que é apenas hype. A aveia que você come no café da manhã é realmente orgânica ou é apenas algo que a empresa afirma inflar o preço? A chave para se tornar orgânico não é apenas comprar produtos rotulados como orgânicos. Trata-se de saber de onde vem sua comida, como ela é processada e quando você precisa dizer não a produtos que afirmam ser 100% naturais.

Em geral, alimentos com casca grossa ou revestimento protetor que você não come geralmente são seguros para não comprar orgânicos. Aqui está uma lista de alimentos que você não precisa se preocupar em comprar orgânicos e economizar algum dinheiro:

  • Abacates
  • Banana
  • Abacaxi
  • Espargos
  • Brócolis
  • Cebolas
  • kiwi
  • Repolho
  • Cantalupo
  • Milho doce

Cultivando suas próprias plantas em casa

Andando pelos corredores da mercearia, qualquer um pode ver a grande quantidade de produtos que se proclamam “orgânicos” e “todos naturais”. Infelizmente, esses rótulos geralmente vêm com um preço mais alto e às vezes podem ser enganosos. Embora os produtos orgânicos de mercearia possam ser uma alternativa mais saudável, eles não são a maneira mais saudável de trazer alimentos orgânicos e saudáveis ​​​​para sua mesa de jantar.

Estilos de jardinagem

A jardinagem pode ser agradável, gratificante e pode não ser tão difícil quanto você imagina. Quase qualquer pessoa pode construir um jardim, quer viva num apartamento ou numa quinta. Muitos estilos diferentes de jardinagem estão disponíveis para quem estiver disposto a experimentar.

A jardinagem vertical, um processo em que você cultiva uma “parede de plantas”, é barata de construir e pode ser tão bem-sucedida quanto um terreno cuidadosamente demarcado. A iluminação LED tem um baixo consumo de energia e LEDs especialmente projetados podem ser facilmente instalados para fornecer a luz necessária. Embora uma plataforma de jardinagem vertical completa possa ser comprada, também existem muitos projetos que podem ser feitos de maneira fácil e barata a partir de materiais reciclados.

Uma horta pode ser mais conveniente e preferível a alguns, dependendo do espaço que você tem disponível. Algumas pessoas optam por construir “canteiros elevados” que permitem a jardinagem ao ar livre para facilitar o acesso às suas plantas, fornecer mais controle de solo e ervas daninhas e organização. Vale a pena fazer uma pequena pesquisa para decidir que tipo de jardim é melhor para o seu ambiente.

O que plantar

Depois de ter seu jardim todo configurado, é hora de adicionar suas plantas. Um jardim vertical é o local ideal para cultivar ervas frescas e especiarias ou um jardim de saladas. Muitas ervas e vegetais de folhas verdes precisam de um nível mais baixo de luz e proteção contra o murchamento que pode ocorrer no sol quente.

Espinafre, couve e muitas variedades de alface de folhas soltas podem prosperar em um jardim vertical junto com vegetais menores, como rabanetes. As videiras de ervilha doce podem ser plantadas no fundo e treinadas para escalar sua “parede” também, para lhe dar uma adição doce e suculenta à sua salada.

Um terreno ao ar livre é ideal para culturas como feijão verde ou feijão pinto, que continuam a produzir durante todo o verão. A adição de alguns quadros de suporte permite plantar ervilhas e tomateiros que podem ser colhidos várias vezes.

Conteúdo Relacionado