Óleos essenciais para condições intestinais

Óleos essenciais para condições intestinais

Publicado em 08/11/2022 por

Você provavelmente passou um bom tempo pesquisando remédios para problemas intestinais e descobriu que muitos podem ser encontrados em fontes naturais.

Se você é uma das pessoas que se desiludiu com os muitos medicamentos de venda livre e tratamentos especializados caros, ficará feliz em saber que este artigo está aqui para compartilhar alguns óleos essenciais incríveis para doenças intestinais.

Óleo de Semente de Funcho

Nos tempos antigos, as pessoas estavam cientes de muitas das propriedades medicinais dos alimentos que comiam. O funcho tem sido usado como guarnição/decoração por algumas empresas que procuram tornar seu ambiente autêntico, e às vezes você o verá como um tempero, mas o consumo do sed ou de seu óleo realmente confere tratamentos eficazes para gases e inchaço que podem surgir. de comer certos alimentos.

O funcho também foi usado para tratar cólicas em bebês, por isso é digno de inclusão em uma base de conhecimento de saúde natural.

Óleo de menta

O óleo de hortelã-pimenta tem sido usado para o tratamento de problemas intestinais há centenas de anos. A maioria das pessoas esqueceu o verdadeiro propósito da hortelã ingerida após o jantar.

Hoje, a hortelã é considerada um doce, muitos dos quais não contêm essencialmente nenhuma hortelã, mas o passado nos mostra que, nos tempos antigos, muitos remédios envolvem incluir hortelã-pimenta como hortelã após o jantar ou beber no chá para obter os benefícios. .

Novos estudos envolvendo óleo de hortelã-pimenta têm tentado encontrar melhores maneiras de obter o óleo essencial em áreas difíceis do intestino para tratar vários distúrbios, incluindo a síndrome do intestino irritável. Os pesquisadores conseguiram tratar doenças, mas a entrega e a cobertura são coisas que precisam ser abordadas para obter a máxima eficácia.

Óleo de Gengibre

O gengibre é uma das ervas mais anti-inflamatórias que as pessoas podem encontrar simplesmente entrando em uma loja. É também outro alimento e remédio que perdeu grande parte de seu significado nos últimos mil anos, mas as pessoas sempre souberam de seus usos medicinais.

As pessoas encontraram muitos usos para isso, especialmente para náuseas e dores de estômago. Nos pratos orientais, eles até o incorporavam diretamente na própria refeição, tornando assim uma experiência completa que também os protegia dos efeitos negativos da comida.

Nos últimos 10 anos, muitos novos estudos estão levando os pesquisadores a olhar para o gengibre entre outras ervas com um novo olhar e podem levar a avanços que mudam a forma como as pessoas veem as ervas no futuro.

Conteúdo Relacionado