22 Problemas de Saúde que o Óleo de Orégano ajuda a tratar

Publicado em 08/04/2022 por

O Óleo de Orégano faz horas extras para limpar nosso interior de bactérias e sujeira e é ótimo para uso em nosso exterior para remover acne, cicatrizes e outras manchas que normalmente queremos esconder.

O orégano é uma erva perfumada mais conhecida como ingrediente da comida italiana.

No entanto, também pode ser concentrado em um óleo essencial que é carregado com antioxidantes e compostos poderosos que têm benefícios comprovados para a saúde.

O óleo de orégano é o extrato e, embora não seja tão forte quanto o óleo essencial, parece ser útil tanto quando consumido quanto aplicado na pele. Os óleos essenciais, por outro lado, não devem ser consumidos.

Curiosamente, o óleo de orégano é um antibiótico natural e um agente antifúngico eficaz e pode ajudá-lo a perder peso e diminuir os níveis de colesterol.

Nos próximos parágrafos, você encontrará algumas dicas holísticas de saúde para usar o óleo de orégano.

01 – Óleo de orégano para resfriados

Durante certas épocas do ano, bom, resfriados e gripes podem se tornar muito difíceis para as pessoas.

Você pode usar óleo de orégano para ajudar a combater essas doenças. A maneira mais fácil de usar óleo de orégano para isso é adicionar várias gotas de óleo de orégano à água que foi aquecida até que esteja fervendo. Você pode usá-lo como qualquer outro tratamento de vaporização, com uma toalha sobre a cabeça enquanto se inclina sobre uma tigela de água quente.

02 – Para infecções de ouvido

Ninguém gosta de lidar com infecções de ouvido.

Às vezes, as infecções podem se tornar tão graves que a dor pode ser desorientadora. As infecções às vezes acontecem por causa de uma glândula inchada ou de uma fonte bacteriana e podem começar como algo benigno, como uma reação alérgica comum. Felizmente, o óleo de orégano é ótimo para acalmar inflamações e matar microorganismos.

Se você quiser usar óleo de orégano para essa finalidade, é recomendável usar um óleo como a jojoba para diluir o óleo de orégano. Depois de bem misturado, você poderá esfregar a mistura na parte externa da orelha. Os médicos alertaram para que você não coloque o óleo dentro do canal auditivo porque pode causar danos.

03 – Para sua pele

Você sabia que também pode usar óleo de orégano para a sua pele?

O óleo de orégano é uma doença de pele muito comum, especialmente aquelas causadas por inflamação. A melhor maneira de usar óleo de orégano na pele é com um óleo carreador. Para isso, o óleo de coco pode ser a melhor escolha. Depois de misturar o óleo de coco e as gotas de óleo de orégano, você pode pegar uma pequena quantidade e esfregar na área. Certifique-se de testar primeiro a área próxima, para saber se sua pele não ficará irritada.

04 – O óleo de orégano é uma cura eficaz para a acne

Pode ser aplicado diretamente sobre as lesões e também pode ser adicionado a sabonetes ou produtos de limpeza. O óleo possui potentes ações antiinflamatórias e antibióticas dirigidas contra os micróbios que causam as lesões de acne. Além disso, suas ações secantes ajudam a diminuir as lesões de acne inchadas, levando à sua rápida dissolução.

Tratamento

Adicione algumas gotas de óleo de orégano a sabonetes líquidos ou produtos de limpeza. Lave o rosto ou região afetada duas vezes ao dia. Após a limpeza, aplique óleo de orégano diretamente nas espinhas pela manhã e à noite antes de deitar. Simplesmente aplique uma pequena quantidade de óleo diretamente no centro da lesão acne uma ou duas vezes ao dia.

Não esfregue o óleo vigorosamente na pele. Basta tocar onde for necessário. Além disso, tome 2 a 5 gotas do óleo debaixo da língua ou em suco / água duas vezes ao dia. Para obter melhores resultados, tome Oregamax internamente, 2 a 4 cápsulas duas vezes ao dia. Os adolescentes podem se rebelar com o sabor do óleo de orégano.

Com o uso regular, a melhora deve ser observada dentro de uma semana. Se ocorrer erupção ou irritação, interrompa o uso.

05 – Mordidas de animais

O óleo de orégano é um remédio que salva vidas para vítimas de mordidas de animais. Ele penetra nos recessos mais profundos das feridas de punção, matando os patógenos em contato. Nenhum outro anti-séptico pode igualar sua capacidade de curar infecções de feridas perfuradas. Além disso, reduz a inflamação e interrompe a dor em feridas provocadas por picadas, ao mesmo tempo que neutraliza a toxicidade do veneno injetado ou das secreções. Como resultado de seus confiáveis ​​poderes anti-sépticos, o óleo de orégano salva membros e vidas.

Tratamento

Lave bem a ferida e consulte um médico, se necessário. Sature completamente o local da punção ou ferida aberta com óleo. Repita a aplicação várias vezes ao dia.  Como efeito colateral, o óleo de orégano ajuda a interromper o sangramento.

06 – Artrite

O óleo de orégano é um agente antiinflamatório potente e exerce esses efeitos tanto topicamente quanto internamente. Além disso, é um agente anti-dor. Um estudo publicado na Phytotherapie Research determinou que o óleo de orégano selvagem exibe propriedades semelhantes às da morfina.

A erva triturada, na forma de Oregamax, também exibe poderes antiinflamatórios. Além disso, os produtos de orégano são muito mais seguros do que os medicamentos para artrite, como aspirina, Motrin e Indocin.

Estes últimos são a causa número um de sangramento intestinal e úlceras hemorrágicas e, portanto, são a principal causa de morte súbita em pacientes com artrite. No entanto, talvez a maior função do óleo no tratamento da artrite esteja relacionada à sua ação anti-séptica: o óleo de orégano destrói tanto os parasitas quanto as bactérias.

Tratamento

Esfregue óleo de orégano nas articulações afetadas pela manhã e antes de dormir diariamente até que a condição seja resolvida.

07 – Asma

O fato é que o orégano selvagem tem sido usado historicamente para aliviar a respiração restrita. Possui propriedades anti-muco e anti-tosse. No entanto, se a respiração piorar ao tomar orégano, interrompa o uso imediatamente.

A infecção é outro fator importante na causa da asma. Freqüentemente, a asma é provocada por um efeito combinado de má alimentação e infecção. Os locais de infecção incluem os pulmões, brônquios, seios da face e até mesmo os dentes.

Há muito se sabe que infecções agudas, como resfriados, gripes, crupe, dor de garganta ou pneumonia, podem instigar ataques de asma. No entanto, o que é menos conhecido é o fato de que infecções crônicas, principalmente infecções por fungos e leveduras, podem ser a principal causa da asma.

O que isso implica é que infecções ocultas dentro do corpo podem induzir a própria doença e que a erradicação da infecção é necessária antes que a asma possa ser curada. Os locais prováveis ​​de infecção incluem pulmões, rins, fígado, baço, intestino, seios da face e raízes dos dentes.

Lembre-se de que a incidência de asma e o grau de suas complicações pioraram, não melhoraram. Algo mais além do consumo constante de broncodilatadores, cortisona e teofilina deve ser feito. O óleo de orégano é uma daquelas respostas que ajuda na erradicação dessa temida doença. Certamente, os antigos sabiam de seu valor para esse distúrbio e o prescreviam rotineiramente.

Tratamento

No caso de um ataque de asma, esfregue óleo de orégano no peito. Repita várias vezes ao dia. Além disso, inale diretamente os vapores da garrafa. Tome algumas gotas embaixo da língua ou em suco / água duas ou três vezes ao dia.

08 – Pé de atleta

O óleo de orégano destrói totalmente esse fungo nojento. O organismo fica indefeso contra a potente química do óleo, pois o óleo de orégano contém solventes capazes de desativar a membrana celular do fungo.

Os pesquisadores documentam como o óleo de orégano destrói todos os vestígios de dermatófitos no tubo de ensaio, e isso é igualmente o caso para infecções humanas. No entanto, é importante perceber que as infecções por dermatófitos geralmente são crônicas, o que significa que o organismo está bem estabelecido dentro do hospedeiro.

O fato é que, se a infecção for prolongada, o organismo infecta os tecidos a uma profundidade suficiente para escapar das defesas imunológicas. Por causa da cronicidade, pode levar um período relativamente longo de tratamento antes que a infecção seja erradicada. Enquanto a melhora for observada, continue usando o óleo. Mesmo que leve semanas ou meses antes de uma resolução ser observada, o esforço vale a pena.

Tratamento

Aplique óleo de orégano generosamente nas regiões afetadas dos pés, certificando-se de tratar também as regiões entre os dedos. Repita esta aplicação duas ou três vezes ao dia até que a infecção seja curada. Sempre aplique o óleo nos pés após o contato com superfícies públicas, como pisos de chuveiros de escolas, clubes esportivos e banheiras / pisos de hotéis, etc.

Para fungos nas unhas, aplique o óleo diretamente na unha e no leito ungueal em grandes quantidades. Além disso, esfregue suavemente entre os dedos dos pés. Tome várias gotas do óleo no suco, leite ou água duas vezes ao dia ou encha uma pequena cápsula de gelatina com o óleo e tome uma ou duas ao dia com as refeições.

Lembre-se de que o fungo nas unhas dos pés é uma doença crônica e difícil de tratar. Não espere resultados durante a noite. Para obter melhores resultados, também tome o óleo internamente, como 2 a 5 gotas sob a língua, duas vezes ao dia.

09 – Mal hálito

Este óleo destrói uma ampla gama de patógenos orais e, portanto, é altamente eficaz na erradicação do mau hálito. Um estudo da Weber State University determinou que o óleo de orégano destrói prontamente os patógenos orais. A carcinogenicidade não é uma preocupação com o óleo de orégano, ao contrário, ao destruir micróbios potencialmente invasivos, ajuda na prevenção de cânceres de boca, esôfago e pescoço.

Tratamento

Esfregue algumas gotas de óleo de orégano nas gengivas e dentes de manhã e à noite. Use o óleo em uma escova de dentes em vez de pasta de dente. Normalmente, o odor desagradável na boca deve diminuir imediatamente. O uso regular criará uma sensação de frescor na boca e o mau hálito será eliminado. Além disso, o uso regular deste óleo levará a uma redução na formação de placa.

10 – Infecções da bexiga

O óleo de orégano oferece poderes anti-sépticos significativos para o trato urinário. É muito mais ativo contra patógenos urinários desagradáveis ​​do que os compostos naturais normalmente utilizados, como alho, goldenseal e equinácea. O ingrediente ativo, carvacrol, atua diretamente sobre as membranas mucosas do trato urinário e da bexiga, auxiliando na destruição de micróbios nocivos. Ele oferece a vantagem única de destruir as bactérias urinárias e também as leveduras, algo que os antibióticos convencionais não conseguem.

Tratamento

Aplique o óleo diretamente sobre a região da bexiga, ou seja, a região entre o umbigo e a sínfise púbica. Para as mulheres, misture algumas gotas de óleo em uma colher de sopa de gordura de coco ou manteiga de cacau. Mergulhe no trato vaginal; esteja preparado para a sensação de calor.

A aplicação vaginal permite a absorção indireta no sangue, além de a vagina e a bexiga serem anatomicamente adjacentes. Coloque algumas gotas de óleo de orégano embaixo da língua duas vezes ao dia. Ou encha uma pequena cápsula de gelatina e tome uma duas vezes ao dia com as refeições; ou, simplesmente tome as cápsulas de gel Oreganol, uma ou duas cápsulas duas vezes ao dia.

11 – Bromidrose

Este é o termo médico para o odor fétido que está associado ao suor excessivo ou constante da pele. Ela ocorre principalmente nos pés, virilha e axila. A sudorese excessiva é causada por fraqueza das glândulas supra-renais e / ou hiperatividade do sistema nervoso autônomo.

A transpiração é um problema não só porque é desconfortável, mas também porque o excesso de umidade estimula o crescimento de bactérias e fungos, o que resulta na produção de um odor fétido.

O óleo de orégano é um desodorante natural. Ajuda a reduzir a produção excessiva das glândulas sudoríparas, ao mesmo tempo que destrói os micróbios que causam o odor corporal. Ele elimina efetivamente o odor da bromidrose, e a melhora geralmente é notada imediatamente.

Tratamento

Simplesmente aplique o óleo na axila, virilha ou na planta dos pés e entre os dedos dos pés, duas vezes ao dia. Para as mulheres, não aplique na axila imediatamente após o barbear, pois isso pode resultar em uma sensação de queimação. Esse tratamento geralmente interrompe o odor rapidamente e, em muitos casos, reduz ou elimina a transpiração.

12 – Furúnculos

O óleo de orégano é altamente eficaz contra furúnculos. Aplicado topicamente, ele penetra agressivamente nos furúnculos, entregando sua potente ação profundamente nos folículos capilares e nos dutos sebáceos. Além disso, por sua ação solvente, o óleo ajuda a desidratar os furúnculos, o que auxilia na destruição dos micróbios.

Micróbios, que são mais de 90% de água, têm dificuldade de sobreviver em um ambiente seco. Para obter os melhores resultados, tome o óleo tanto internamente como topicamente.

Tratamento

Aplique óleo de orégano diretamente no furúnculo duas vezes ao dia. Tome duas ou mais gotas embaixo da língua uma vez ao dia.

13 – Contusões

O óleo de orégano é um solvente, por isso ajuda a dissipar hematomas. Sua habilidade nesse sentido é notável e rápida. Além disso, seus poderes antiinflamatórios ajudam a reduzir a dor e o inchaço associados a hematomas grandes ou traumáticos.

Tratamento

Aplique óleo de orégano diretamente sobre o tecido machucado. Repita duas ou três vezes ao dia. Em caso de trauma, para prevenir ou minimizar hematomas, aplique óleo de orégano imediatamente no envolvido.

14 – Queimaduras

Quando aplicado topicamente, esse óleo induz uma sensação de calor, mas é altamente eficaz quando aplicado diretamente sobre queimaduras. Na verdade, em uma ação semelhante à homeopática, o calor do orégano de alguma forma cura o tecido queimado.

Os potentes poderes antiinflamatórios do óleo de orégano são facilmente evidentes pelo fato de interromper imediatamente o inchaço / dor que normalmente ocorre em queimaduras. Embora possa haver desconforto inicialmente, uma melhora dramática na dor e o inchaço resultarão de sua aplicação. Além disso, o óleo ajuda a impedir a formação de bolhas.

Talvez da maior importância seja o fato de que a esterilidade será criada dentro da queimadura. Isso é crítico, porque a infecção é a principal causa de complicações pós-queimadura, e isso é especialmente verdadeiro para queimaduras de terceiro grau, o tipo que requer hospitalização.

Se fosse usado em enfermarias de queimaduras de hospitais, o óleo de orégano selvagem salvaria milhares de vidas todos os anos, evitando infecções. Além disso, salvaria os indivíduos de dores incalculáveis ​​e da brutalidade da desfiguração, uma vez que o óleo previne, na verdade reverte, a formação de cicatrizes.

Tratamento

O óleo de orégano é a cura ideal para queimaduras. Ele funciona de forma rápida e confiável. Basta aplicar óleo de orégano na queimadura o mais rápido possível após a lesão. Repita a aplicação duas ou três vezes ao dia ou quantas vezes forem necessárias para diminuir a dor.

15 – Bursite

O óleo de orégano é um solvente e, portanto, ajuda a normalizar as secreções do tecido espessado, incluindo o líquido sinovial. Suas propriedades antiinflamatórias e seu tremendo poder de penetração tornam-no uma fricção ideal em caso de bursite e / ou síndrome do ombro congelado.

Se estiver usando o óleo de orégano de ervas e especiarias norte-americanas, é adicionado o grau mais puro de azeite de oliva extra virgem. O próprio azeite é um lubrificante, ajudando a relaxar os músculos tensos e a suavizar os tecidos tensos ou espessados.

Tratamento

Esfregue óleo de orégano sobre a articulação envolvida várias vezes ao dia. Repita conforme necessário. Tome algumas gotas com suco, água ou leite uma ou duas vezes ao dia.

16 – Aftas

Esta é uma das lesões mais dolorosas de todos os tipos. As aftas ocorrem nas membranas mucosas, principalmente na boca. São úlceras dolorosas, inflamadas e frequentemente infectadas que geralmente são difíceis de tratar. Outro problema é que eles tendem a cicatrizar lentamente.

As aftas são um sinal de alerta de imunidade interrompida. Freqüentemente, eles se desenvolvem como resultado de reações tóxicas aos alimentos. Os alimentos envenenam o sistema imunológico. As células imunológicas reagem exageradamente e produzem uma variedade de compostos agressivos.

Os compostos são tóxicos para as membranas mucosas e aftas se desenvolvem no corpo a corpo. Alimentos que comumente provocam aftas incluem chocolate, morango, framboesa, trigo, centeio, malte, nozes, laticínios, manteiga, carnes processadas, frituras, tomates e frutas cítricas.

Muitas teorias foram propostas a respeito das causas infecciosas das aftas. Embora os vírus possam estar envolvidos, o culpado mais provável é uma bactéria: estreptococos do grupo A. Este tipo de estreptococo é capaz de produzir enzimas que podem destruir, ou seja, ulcerar as membranas mucosas. Pesquisadores em Utah provaram recentemente que o óleo de orégano destrói completamente o estreptococo oral.

Tratamento

Aplique óleo de orégano diretamente nas aftas. Sature pedaços de algodão e deposite sobre a ferida.

17 – Herpes labial

O óleo de orégano é uma das poucas substâncias comprovadas para matar os vírus do herpes. Um estudo feito por Sidiqqui determinou que o óleo destruiu completamente os vírus do herpes, “desintegrando-os”.

Tratamento

Aplique óleo de orégano diretamente na afta o mais rápido possível, ou seja, quando você sentir que ela está começando a estourar. Quanto mais cedo for aplicado, maiores serão os efeitos positivos. Na verdade, se for aplicado em breve, pode interromper totalmente a formação. Caso contrário, continue aplicando o óleo várias vezes ao dia. Simplesmente aplique uma pequena quantidade de óleo na lesão.

Ele tira a dor imediatamente, evita que a afta se alastre e facilita a cura. Não esfregue vigorosamente na lesão, pois isso pode causar dor e irritação. Quando o óleo é aplicado nos lábios, uma sensação de queimação é normal, então seja gentil. Tome uma ou duas gotas de óleo de orégano duas vezes ao dia sob a língua.

18 – Resfriados / gripes

Não seria bom passar um ano sem pegar um resfriado ou gripe? Embora geralmente não sejam fatais, eles podem causar muita miséria. Isso é desnecessário, porque resfriados e gripes podem ser prevenidos. Na verdade, a gripe pode ser uma doença grave, e mais de 50.000 americanos, principalmente idosos, morrem todos os anos como resultado dela.

Não é necessário pegar gripe este ano, e você também pode evitar resfriados usando óleo de orégano como um remédio antiviral confiável. Tanto o óleo quanto a erva triturada exibem poderes antivirais, ou seja, podem matar os vírus diretamente. Além disso, eles aumentam as defesas antivirais do corpo, aumentando a função dos glóbulos brancos e aumentando o fluxo linfático.

O óleo de orégano é utilizado desde a antiguidade como remédio para o resfriado comum. É ativo contra o vírus do resfriado, bem como contra os vários sintomas pesados ​​associados aos resfriados. Sintomas teimosos de resfriado, como coriza, congestão, calafrios, dor de garganta, dores de ouvido, tosse, gotejamento pós-nasal, dores musculares, febre, fadiga e seios paranasais entupidos, todos podem ser aliviados por meio de sua aplicação. O fato é que o óleo de orégano selvagem é uma cura para o resfriado comum.

Tratamento

Tome duas gotas de óleo de orégano diariamente como medicamento preventivo. Se um resfriado ou gripe aparecer, triplique essa dosagem até que os sintomas sejam resolvidos.

19 – Tosse

Os óleos essenciais de orégano possuem um efeito medicinal denominado ação antitússica. Isso significa que eles podem parar uma tosse. Essa capacidade do orégano é conhecida desde os tempos do Egito antigo e tem sido usada como a principal cura para doenças pulmonares, incluindo tosse, há milhares de anos

O óleo está sendo avaliado em um ambiente clínico no tratamento da tosse. Dos vinte indivíduos testados até agora, todos notaram um alívio significativo da tosse depois de tomar o óleo ou a erva triturada. Muitos relataram uma cura definitiva.

Tratamento

Inale o óleo de orégano diretamente da garrafa com a maior freqüência possível. Coloque algumas gotas do óleo debaixo da língua duas vezes ao dia ou gargareje com algumas gotas em água salgada.

20 – Caspa e seborréia

Você sabia que os livros de medicina listam a caspa, assim como a seborreia, como um tipo de doença? Em outras palavras, esses flocos no couro cabeludo não são totalmente inócuos. Quer sejam considerados caspa ou seborreia, são um sinal de infecção fúngica. As glândulas e células da pele do couro cabeludo são vulneráveis ​​a serem infectadas por uma variedade de fungos.

Esses fungos são responsáveis ​​pela descamação e formação de crostas, além de serem a principal causa de coceira no couro cabeludo. As bactérias podem infectar o couro cabeludo, mas isso geralmente ocorre como resultado de um trauma ou é secundário a uma infecção fúngica. Tanto as glândulas do couro cabeludo quanto as raízes do cabelo (isto é, folículos) são prontamente infectadas por fungos e bactérias.

A deficiência nutricional é outro fator importante que causa distúrbios do couro cabeludo. Tintera descobriu que a infusão de vários gramas de vitamina B-6 por via intravenosa por meio de doses repetidas erradicou a caspa / seborreia. Outros pesquisadores observam como os distúrbios do couro cabeludo são um alerta sobre a deficiência de ácidos graxos essenciais e também podem alertar sobre a deficiência de biotina, riboflavina e zinco.

Tratamento

Adicione várias gotas de óleo de orégano ao shampoo e lave bem o cabelo e o couro cabeludo. Deixe o shampoo descansar por dois minutos antes de enxaguar. Cubra os olhos e enxágue. Para adicionar efeito anticaspa, esfregue algumas gotas no couro cabeludo à noite e lave na manhã seguinte.

Pode ocorrer sensação de queimação, mas é temporária.

Para o tratamento antifúngico interno, consuma duas gotas de óleo de orégano embaixo da língua duas vezes ao dia.

21 – Eczema

O óleo de orégano é um remédio tópico ideal para eczema. Isso ocorre porque ele ataca a causa e também alivia os sintomas. O óleo de orégano contém uma variedade de compostos antiinflamatórios que reduzem o inchaço em lesões eczematosas, interrompem a coceira e param de descamar.

Os anti-sépticos no óleo destroem efetivamente os micróbios encontrados nas lesões. O azeite virgem extra puro acalma a pele, e o próprio azeite é um agente antifúngico e antibacteriano. No entanto, seu principal valor é via consumo interno, ou seja, a destruição dos fungos internos que causam essa condição.

Tratamento

Esfregue óleo de orégano em todas as lesões eczematosas duas vezes ao dia. Coloque algumas gotas do óleo embaixo da língua duas vezes ao dia. Além disso, misture uma ou duas gotas de óleo no suco, leite ou água e consuma uma ou duas vezes ao dia. Tome Oregamax, três cápsulas duas vezes ao dia. Se ocorrer irritação, suspenda o uso tópico e tome-o internamente.

22 – Fungo da unha

Que pensamento horrível é o de que o fungo se desenvolve dentro de nossos corpos. No entanto, o potencial de ataque está sempre presente, uma vez que os fungos, principalmente as leveduras, são comumente encontrados no corpo e vivem dentro de nós desde o nascimento até a morte.

Tratamento

Sature o leito ungueal com óleo de orégano. O ideal é mergulhar as unhas em água quente por meia hora. Em seguida, aplique o óleo de orégano nas  unhas contida no óleo. Deixe as unhas infectadas na imersão por pelo menos meia hora. Retenha a solução de imersão cobrindo e refrigerando para reutilização.

Se estiver esfregando no leito ungueal, repita duas vezes ao dia. Tome duas gotas de óleo de orégano sob a língua duas vezes ao dia.

Usos Médicos do óleo de orégano

Os usos médicos do óleo de orégano são vastos. Para apreciar como utilizá-lo e em que condições é utilizado, é importante  revisar a história, a botânica e a química da planta orégano.

O nome orégano é derivado de uma palavra grega que significa “alegria das montanhas”, aparentemente uma alusão ao efeito agradável que essa planta deu aos gregos enquanto crescia em suas encostas e montanhas. No entanto, a definição pode ter sido mais fisiológica do que espiritual; os gregos utilizavam esta erva extensivamente como medicamento.

Talvez seja uma das razões pelas quais sua civilização era tão poderosa, mental e fisicamente. Orégano era a receita favorita dos antigos médicos gregos. As condições tratadas incluíram trauma, feridas abertas, dores de cabeça, distúrbios pulmonares, incluindo asma, convulsões, picadas venenosas e insuficiência cardíaca congestiva.

Eles até o usaram para reverter o envenenamento por narcótico. Além disso, os antigos o consideravam uma cura definitiva para o envenenamento por plantas perigosas, como a cicuta venenosa.

Durante a Idade Média, os médicos islâmicos usavam o tempero de orégano e também o óleo essencial como um assassino de germes. Nos mercados abertos em Bagdá do século 9, orégano selvagem em pó era espalhado sobre os produtos para mantê-los frescos, um historiador observou que os vegetais permaneceram intactos por até duas semanas, sem refrigeração.

Ao longo dos séculos, o orégano foi altamente elogiado como remédio para uma ampla variedade de doenças pulmonares, incluindo asma, pneumonia, bronquite, sinusite e tosse. Em seu manuscrito do século 17, o britânico Gerard descreveu como o orégano era o remédio ideal para resfriados.

Os fitoterapeutas do mundo ocidental contam cada vez mais com os poderes do orégano selvagem. Eles o usam externamente para dores nas articulações ou músculos, dores de cabeça, artrite, dores de dente e gengivas doloridas.

Como terapia de inalação, é usado para uma ampla gama de doenças pulmonares. Internamente, eles o usam para limpar o intestino de germes nocivos e também para infecções agudas, como dor de garganta, amigdalite, resfriados e gripe. No Oriente, o orégano é usado para tratar febre, vômito, diarreia, erupções cutâneas e coceira na pele.

O orégano é único no reino das ervas porque possui um odor forte e peculiar e um sabor quente quase amargo. Em um jardim de ervas, o odor geralmente supera o de todas as outras plantas. Essas propriedades são amplamente preservadas, mesmo na erva seca. As folhas da planta orégano estão cheias de óleo, que pode ser visto como vesículas nas folhas quando expostas à luz.

Este conteúdo de óleo pesado é encontrado principalmente nas folhas selvagens do orégano. As folhas de orégano cultivadas em fazendas ou em jardins são desprovidas de vesículas de óleo. O óleo é facilmente preservado quando as folhas estão secas e mantém-se por períodos prolongados sem se tornar rançoso. Depois que a erva é seca, o óleo, que representa cerca de dois por cento do peso seco, pode ser facilmente extraído por destilação.

Por milhares de anos, o orégano foi amplamente consumido como alimento no Mediterrâneo, no Oriente Médio e também na Europa Oriental. Enquanto os europeus usam em saladas, as pessoas no Oriente Médio colocam comida em seus orégãos; em outras palavras, eles comem praticamente como um alimento básico, como comeríamos trigo.

Um prato feito no Egito, Líbano e Síria contém uma crosta de orégano esmagado imerso em azeite de oliva espalhado sobre pão sírio. Incrivelmente, essa crosta de orégano pode ser quase tão grossa quanto o próprio pão. Assim, obviamente, os primitivos sempre o valorizaram nutricionalmente. Isso traz à tona a questão crucial do que há no tempero de orégano e em seu óleo. Vamos começar revisando o valor alimentar dessa substância fascinante.

Conteúdo Relacionado