Distúrbios de Dor: 8 Tipos Diferentes de DOR Crônica

Distúrbios de Dor: 8 Tipos Diferentes de DOR Crônica

Publicado em 08/08/2022 por

Se você deseja aprender mais sobre os diferentes distúrbios de dor crônica, este é um ótimo artigo para começar. 

Este artigo fornece uma breve visão geral de 8 tipos diferentes de dor crônica, juntamente com remédios naturais disponíveis para ajudar a tratar cada um deles.

1. Fibromialgia

A fibromialgia é uma das doenças silenciosas mais persistentes e que mais mudam a vida. À medida que uma pessoa começa a experimentar alguns dos efeitos mais desagradáveis ​​da doença, provavelmente enfrentará desafios que testam a força dos relacionamentos e sua determinação em atingir metas.

Para enfrentar a incerteza dessas situações, recomenda-se que qualquer pessoa que sofre de fibromialgia se eduque o máximo possível para que possa aproveitar o maior número possível de opções viáveis.

O que é isso

A fibromialgia é um distúrbio de dor crônica que recentemente foi considerado um fenômeno relativamente comum. Os sintomas muitas vezes vêm e vão, na maioria das vezes deixando a pessoa sofrendo confusa, desorientada e frustrada. Também é frequentemente acompanhado por vários tipos de inflamação.

Causas

Até o momento, não há causas conhecidas para esse distúrbio, mas os médicos têm teorias de que pode ser causado por uma superabundância de estresse ou um problema com a forma como a informação da dor é entregue ao cérebro, mas outros pensam que pode ser causado por algum tipo de malformação de terminações nervosas.

Sintomas

A fibromialgia é geralmente caracterizada por dor nos membros, sensibilidade em diferentes partes do corpo, dor e inflamação das articulações, inflamação dos intestinos, fadiga, ansiedade e depressão. Ansiedade e depressão são provavelmente resultados normais de ser confrontado com a possibilidade de ter uma parte do seu dia interrompida por dor e dor.

No lado positivo, a fibromialgia não pode causar danos permanentes nas áreas afetadas, portanto, quando os sintomas terminarem, você poderá experimentar um período de alívio nessa área.

Tratamento

O tratamento para a fibromialgia não é curá-la, mas sim controlar a dor. Isso geralmente inclui tomar medicamentos para aliviar a dor, fazer terapia para lidar com o impacto emocional e mudar sua dieta.

Remédios naturais

Alimentos anti-inflamatórios devem fazer parte da dieta de um doente. Frutas e vegetais como bagas azuis, aipo, espinafre e outras folhas verdes devem ser uma parte importante de sua dieta. Estes podem ajudar a combater a inflamação e tornar a doença menos difícil de lidar.

2. Dores de cabeça crônicas

Não há nada pior do que uma dor de cabeça repentina e dolorosa. Às vezes, essas dores podem surpreendê-lo completamente, deixando-o se perguntando o que você fez para merecer uma experiência tão desagradável, mas você fica com muito poucas respostas.

Pode haver uma grande variedade de fatores que causam ou contribuem para essas dores de cabeça, mas a única coisa que você sabe é o estresse que vem da esperança de que elas não voltem. Felizmente, existem algumas opções que você pode considerar e, com uma pequena pesquisa, você pode encontrar uma resposta que funcione para você.

O que é isso

Para ser diagnosticado com dores de cabeça crônicas, a definição oficial diz que você as tem quando elas aparecem 15 dias por mês por pelo menos 3 meses. Isso pode se manifestar facilmente em uma pessoa que sofre de dores de cabeça se acostumando a tomar repetidamente doses máximas de medicamentos de venda livre para controlar sua dor.

Causas

As causas das dores de cabeça crônicas podem ser bastante variadas, mas algumas das causas podem ser: vários tipos de inflamação dos tecidos, como veias e artérias próximas ao cérebro, traumatismo craniano passado, tumores e coágulos sanguíneos.

Sintomas

Os principais sintomas de uma dor de cabeça crônica são dor nos lados esquerdo e direito da cabeça. Essa dor persistirá, mas é improvável que fique ruim o suficiente para incapacitá-lo. A sensibilidade à luz ou ao som costuma ser outro sintoma comum. Isso pode significar que luzes brilhantes ou música alta podem intensificar a dor.

Tratamento

Para dores de cabeça crônicas, seu médico provavelmente desejará realizar alguns testes para descobrir se elas têm outra causa. A causa das dores de cabeça é normalmente o que ajuda a tratá-las. No entanto, se nenhuma causa distinta for encontrada, o tratamento visa aliviar a dor para proporcionar uma melhor qualidade de vida.

Remédios naturais

Se sua dor é causada por um simples problema vascular, comer alimentos com propriedades vasodilatadoras pode ser uma boa resposta para você. Alimentos com ácidos graxos ômega 3, como atum e gorduras insaturadas, como os encontrados em abacates, são uma ótima maneira de aumentar sua elasticidade arterial. É sempre uma boa ideia consultar um médico quando houver a possibilidade de doenças com risco de vida.

3. Enxaquecas Crônicas

Pessoas de todo o mundo sofrem de alguma forma de enxaqueca crônica ou outra. As enxaquecas têm sintomas diferentes que nem sempre estão associados à dor crônica e podem variar desde as experiências de dor benignas até as mais incapacitantes que uma pessoa jamais experimentará. À medida que mais pesquisas são feitas, a ciência descobriu uma extensa lista de causas de enxaqueca.

O que é isso

As enxaquecas crônicas são caracterizadas por pulsação pesada e dolorosa na região da cabeça. Isso normalmente aparece apenas em um lado da cabeça e pode durar horas e até dias. Uma pessoa que sofre desta condição por mais de 15 dias por mês durante 3 meses é considerada um sofredor de enxaqueca crônica.

Causas

Atualmente, as causas das enxaquecas ainda não são compreendidas. Alguns médicos afirmam que possivelmente se originou como um problema vascular, mas são necessários mais estudos para fazer uma determinação. Outras teorias incluem danos no sistema nervoso, anomalias vasculares, predisposição hereditária e desequilíbrios químicos.

Às vezes, esses sintomas podem até ser um sinal de uma condição muito mais séria que pode precisar de atenção médica séria, como tumores, meningite e outras infecções.

Sintomas

As enxaquecas tendem a ter um agrupamento de sintomas que geralmente envolvem muitas outras partes do corpo, visão e até mesmo o estômago. Isso pode incluir: vômitos, visão embaçada, batimentos fortes ou pulsação em um lado da cabeça – acredita-se que seja o local da área afetada.

Tratamento

Pessoas com enxaqueca crônica normalmente não têm um tratamento simples disponível. Os medicamentos geralmente estão no topo da lista para aliviar as enxaquecas e evitar que mais venham no futuro.

Remédios naturais

A terapia comportamental cognitiva pode ajudar a tratar enxaquecas, bem como uma dieta saudável e exercícios. Uma nova prática é a administração de Onabotulinumtoxina, o agente usado no Botox. Os testes tiveram bons resultados com pacientes tomando doses mais altas de vitamina B12 e ingerindo alimentos ricos em vitaminas.

Viver com enxaquecas graves pode ser desafiador, por isso não é incomum que uma pessoa que sofre de enxaquecas se sinta estressada ou deprimida por ter que enfrentar dias com a incerteza que as enxaquecas podem causar.

4. Artrite

Um dos tipos mais comuns de distúrbios de dor crônica é a artrite, que causa dor e dor nas articulações. Algumas pessoas têm artrite apenas em áreas específicas do corpo, enquanto outras a têm em todas as articulações.

A artrite é um tipo de inflamação que afeta as articulações e os ossos e pode ser extremamente comum quando a pessoa atinge os 60 anos de idade ou mais. Uma grande coisa, no entanto, é que a natureza generalizada desta doença significa que há uma variedade de tratamentos eficazes disponíveis para tentar e que novas pesquisas estão sendo feitas todos os dias para ajudar a melhorar a qualidade de vida das pessoas.

O que é isso

A artrite é uma inflamação das articulações em qualquer parte do corpo, especialmente se continuar por mais de 6 semanas. Os dois tipos mais comuns de artrite são osteoartrite e artrite reumatóide.

Causas

A artrite é mais frequentemente causada por grandes alterações na cartilagem, que é o tecido mole entre os ossos que permite que as articulações se dobrem. À medida que essas mudanças ocorrem e a função articular fica reduzida, diz-se que uma pessoa tem artrite. No caso da osteoartrite, isso é causado pelo desgaste ou uso diário real.

A artrite reumatóide é uma doença autoimune que faz com que as defesas do corpo ataquem os tecidos moles. O evento desencadeador exato que faz com que o sistema imunológico faça isso ainda não é compreendido.

Sintomas

Os principais sintomas da artrite são dor nas articulações, rigidez nas articulações e inflamação intensa. Também afeta os olhos e a pele, causando secura e vermelhidão. A inflamação pode se espalhar para outras áreas, como a pele e até as veias e artérias. Você também pode sentir secura da boca e anemia.

Tratamento

Para a artrite, você deve se concentrar na redução da inflamação em seu corpo, pois é isso que causa a dor nas articulações. Isso pode incluir exercícios leves, alongamentos específicos, analgésicos e medicamentos anti-inflamatórios e mudanças na dieta.

Remédios naturais

A maioria dos remédios existentes se concentrará em reduzir ou reduzir a inflamação. Isso pode ser feito comendo alimentos anti-inflamatórios ricos em vitaminas e minerais, bem como ricos em ácidos graxos ômega 3, como atum voador, abacate e outras fontes de gordura saudáveis.

5. Neuropatia

Os nervos do corpo são responsáveis ​​por transportar grande parte da informação sensorial do local do evento para o cérebro. Esses caminhos também servem para enviar informações de relatório sobre muitas outras funções muito importantes do corpo.

Quando esses sinais têm dificuldade em chegar ao destino desejado, isso pode resultar em alguns tipos diferentes de problemas de saúde, mais comumente, manifesta-se na forma de dor. Para algumas pessoas com essa condição, a dor pode permanecer em um nível constante, resultando em dor crônica.

O que é isso

Neuropatia é o termo dado à incapacidade dos nervos de enviar e receber mensagens do cérebro de maneira normal. Esse mau funcionamento dos nervos do corpo pode ter sintomas benignos a graves.

Causas

Os nervos que viajam ao longo do corpo perto de ossos e músculos podem ficar comprimidos ou contraídos. Quando o fluxo de sinal é interrompido, o controle adequado dessas áreas provavelmente será prejudicado. Isso pode ser dito de órgãos importantes. O diabetes também pode causar danos nos nervos que reduzem a sensação nas mãos e nos pés, bem como em outras partes do corpo.

Sintomas

Alguns dos sintomas comuns incluem perda de equilíbrio, sensações de queimação, fraqueza e dor centrada na face, pés, pernas, braços e mãos. Perda de sensibilidade nas extremidades.

Tratamento

A neuropatia, como muitas outras condições de dor crônica, não tem cura e pode nunca desaparecer. Portanto, seu tratamento é apenas encontrar maneiras de aliviar a dor.

Remédios naturais

Se você está procurando uma maneira de controlar naturalmente a neuropatia, ter um estilo de vida mais saudável está entre os melhores. No topo desta lista estaria a manutenção de um nível de açúcar no sangue saudável. Como mencionado anteriormente, o Diabetes é uma das principais razões de danos nos nervos em pessoas que sofrem da doença.

Dietas com melhor nutrição também o ajudarão a se curar adequadamente. Gerenciar o estresse e manter uma boa rotina de exercícios também pode ajudá-lo a manter um melhor controle sobre seus nervos.

6. Dor nas costas

De um modo geral, a dor crônica nas costas é extremamente comum entre adultos de todo o mundo. Essa condição pode se tornar extremamente difícil de lidar porque pode fazer com que até mesmo a pessoa mais saudável fique imóvel e possa impedi-la de fazer até mesmo as tarefas mais básicas para cuidar de si mesma, dos outros e de seu ambiente.

Embora existam algumas soluções para essa condição, algumas pessoas ainda não terão os recursos para obter ajuda. Além disso, existem várias causas de dor nas costas, portanto, nem todas as soluções são opções viáveis.

O que é isso

Dor nas costas é qualquer tipo de dor que emana da área das costas. As costas podem ser facilmente divididas em diferentes seções: a parte inferior das costas, o meio das costas e a parte superior das costas. Lesões sofridas em cada uma dessas regiões podem apontar para uma causa específica às vezes, mas é possível que nem sempre seja exatamente assim.

Normalmente, a dor nas costas pode vir de ações repetidas de tensões musculares, mas também pode vir de distúrbios e lesões mais graves que ocorrem ao longo de algum tempo.

Causas

A dor nas costas pode ser causada por: Uso excessivo dos músculos, tensão muscular, deterioração do disco, danos nos nervos, malformação do nervo e até falta de uso. Estar acima do peso e fora de forma.

Sintomas

Dores maçantes, agudas ou irradiantes que se originam nas costas. Amplitude de movimento limitada. Dificuldade em ficar em pé sem dor.

Tratamento

Para dores nas costas, há uma variedade de opções de tratamento, desde quiropraxia e fisioterapia até massagens, mudança de estilo de vida, cirurgia ou medicamentos para alívio da dor. Isso vai depender do tipo de dor nas costas que você tem.

Remédios naturais

Ter uma rotina de exercícios boa e completa pode ajudar a prevenir futuras lesões. Quando os músculos são mais fortes, eles ajudam a manter outros ossos e músculos no lugar durante as atividades. Se você está sentindo dor ou áreas sensíveis nas costas, você pode tentar um banho quente calmante seguido de uma compressa fria para aliviar a inflamação.

Se você consultou um médico e ele não consegue encontrar uma razão física para sua dor, a opinião de um especialista em nervos pode ser o próximo passo.

7. Telhas / Zoster

Tem sido afirmado que qualquer pessoa que teve varicela é muito provável que tenha herpes zoster. Para a maioria das pessoas, no entanto, as telhas geralmente não aparecem até que tenham pelo menos 60 anos de idade ou mais.

Ao tentar combater esta doença, pode ser comum sentir uma boa quantidade de desconforto causado por uma sensação de queimação que emana de um ponto central que pode ser completamente indetectável pelo olho. Felizmente, há uma boa quantidade de informações sobre as telhas e o que você pode fazer para lidar com elas.

O que é isso

As telhas, ou Zoster é um vírus que infecta a maioria das pessoas na infância na forma de catapora.

Este vírus pode permanecer dormente nas terminações nervosas por anos até que o sistema imunológico do hospedeiro seja enfraquecido ou comprometido por outras doenças.

Causas

Quando uma pessoa atinge uma idade mais avançada, geralmente em torno de 60 anos ou mais, o vírus pode ser reativado e se tornar ativo, resultando em um surto. Em alguns casos, pessoas com estresse intenso, a tensão no corpo por meio de hábitos e sistemas imunológicos enfraquecidos resultantes de doenças de deficiência imunológica podem levar a um surto de herpes zoster.

Sintomas

Alguns sintomas comuns que podem indicar que agora você pode estar com herpes zoster podem incluir: Bolhas dolorosas, sensações de queimação, faixas de dor geralmente acompanhadas de bolhas, dores de cabeça e erupções cutâneas.

Tratamento

Não há muito o que fazer sobre o herpes zoster além de tomar medicamentos para aliviar a dor ou tentar remédios naturais para aliviar o desconforto.

Remédios naturais

Alimentos ricos em vitaminas A, B, C e E são bons para o herpes zoster e podem reduzir seus efeitos. Você também pode pegar uma garrafa do aminoácido lisina para ajudar a combater alguns sintomas. Evitar grandes quantidades de açúcar e alimentos ricos em arginina pode dificultar que o vírus torne seus sintomas conhecidos.

Certifique-se de manter qualquer área com sintomas limpa e evite usar água quente. Seguir um banho com bicarbonato de sódio e pasta de amido de milho pode aliviar muito a coceira e a queimadura nesse meio tempo.

8. Esclerose Múltipla

A Esclerose Múltipla é uma doença envolta em mistério, assim como frustração para quem estuda seus efeitos. Neste momento, a Esclerose Múltipla é classificada como uma doença imunomediada. Isso ocorre porque os pesquisadores ainda não descobriram o agente exato que é o alvo desses ataques microscópicos.

Felizmente, em breve, os médicos poderão ver o que causa essa doença debilitante e descobrir uma cura para os muitos milhões de pessoas que ela afeta atualmente.

O que é isso

A esclerose múltipla é uma doença que causa danos ou ruptura no revestimento que protege e ajuda as células nervosas a funcionar. Isso normalmente afeta células nervosas muito importantes na coluna vertebral e no cérebro. Isso torna a doença um pouco perigosa, mas apenas um pequeno número de pessoas com a doença experimentará efeitos fatais.

A EM geralmente se manifesta entre os 20 e os 40 anos de idade e afeta principalmente as mulheres.

Causas

Atualmente, a ciência ainda não conseguiu descobrir o mecanismo da esclerose múltipla. As teorias que foram propostas incluem a crença de que existe uma disposição genética para a doença que é desencadeada por algum fator externo, mas são necessários mais estudos.

Sintomas

A esclerose múltipla pode começar a se manifestar de muitas maneiras diferentes, dependendo do ponto em que a doença começou um ataque. Uma pessoa com sintomas pode apresentar visão embaçada, incontinência, fadiga, fala arrastada, tremores e espasmos musculares. Se a doença atacar uma parte do cérebro ou da coluna que controla a função vital, pode ser possível que termine em morte.

Tratamento

O tratamento da esclerose múltipla depende simplesmente do gerenciamento dos efeitos colaterais e dos sintomas, incluindo o controle da dor.

Remédios naturais

Dado que a esclerose múltipla não é totalmente compreendida, não há muitas coisas que podem ser feitas para ajudar uma pessoa que sofre da doença. Uma coisa positiva é que a doença muitas vezes entra em remissão ou um período em que não progride.

Conteúdo Relacionado